Instrutor destaca como são as aulas do Curso Técnico em Agropecuária, do Senar

“Tudo que demonstramos em sala de aula, na teoria, colocamos em prática no campo”. É assim que explica o instrutor do Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Thalles Policarpo de Carvalho Lima, sobre a metodologia do curso Técnico em Agropecuária oferecido pelo Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte. São 150 vagas disponíveis em Campo Grande. Este é o tema especial do Educação no Campo desta quarta-feira (12).

Lima é formado em zootecnia e ministra, desde fevereiro deste ano, a disciplina Desenho e Topografia. “Nós levamos o aluno ao campo para demonstrar na prática como o trabalho em sala de aula é aplicado. A proposta é que os futuros profissionais estejam preparados para atuarem nas cadeias da pecuária e agricultura, possíveis áreas de atuação de um técnico em agropecuária.”, afirma.

O instrutor afirma que a localidade do centro torna-se um diferencial. “Como o aluno está inserido dentro de uma instituição de pesquisa, acaba tendo amplas oportunidades de conhecimento. Por exemplo, após uma aula sobre a utilização do GPS, nós levamos os alunos a campo para marcarmos os pontos e treinarmos as medições”. Lima acrescenta: “O Senar/MS fornece todo o suporte necessário para a capacitação desses alunos.

Segundo o consultor técnico do Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte, Luiz Gustavo Cavalca, a grade curricular é dividida em 2 anos para se aperfeiçoar. “A turma nova entra no módulo básico por 6 meses. Após isso eles passam por 2 semestres específicos onde aprendem sobre a agricultura e pecuária e no último período, são ensinados sobre gestão e administração da propriedade rural”, explica.

Cavalca também relata que desde a inauguração, o Centro de Excelência, localizado na Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, já realizou 2 processos seletivos e hoje conta com 170 alunos.

Data: 14/06/2019
Fonte: Famasul

Últimas notícias