Carta a produtores alinha mudanças nas INs 76 e 77

Entidades ligadas ao setor leiteiro redigiram conjuntamente um documento chamado de “Carta de Cientização” que está sendo remetido aos produtores de leite de todo o Rio Grande do Sul. A ideia é repassar informações essenciais sobre as novas regras de qualidade previstas nas INs 76 e 77, que entram em vigor em junho deste ano.

No texto, subscrito por representantes do governo estadual e federal, entidades representativas das indústrias e produtores, estão listadas mudanças essenciais a serem realizadas. Segundo o presidente do Sindilat, Alexandre Guerra, o objetivo é dar ciência aos produtores sobre as novas regras tendo em vista as eventuais necessidades de possíveis ajustes nos sistemas de produção nas propriedades. “Queremos que todos os agentes da cadeia produtiva estejam conscientes que precisaremos trabalhar juntos para elevar os padrões conforme pede o Ministério da Agricultura”, frisou.

O documento, que foi validado na manhã desta terça-feira (23/04) pelo Conseleite, é assinado por Sindilat, Apil, Famurs, Fetag, Emater, Embrapa, Fecoagro, Sistema Farsul, Sistema Ocergs, Gadolando, Associação dos Criadores de Jersey do RS, governo do Estado do RS e Ministério da Agricultura. O texto também recebeu aprovação das indústrias associadas ao Sindilat em reunião realizada pela tarde na sede do Sindicato.

O Ministério da Agricultura confirmou a reunião no auditório da superintendência, em Porto Alegre, no dia 03 de maio. A ideia é que as empresas associadas ao Sindilat, e entidades acima descritas, possam tirar dúvidas com a área técnica do Ministério da Agricultura para a aplicabilidade das INs 76 e 77.

Data: 24/04/2019
Fonte: SINDILAT

Últimas notícias