RS solicita auditoria para tornar Estado livre de febre aftosa sem vacinação

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) formalizou o pedido de auditoria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no sistema de defesa sanitária animal, na segunda quinzena de julho, com o objetivo de avaliar a situação em relação à febre aftosa, visando à possível evolução de status sanitário para a condição de livre de febre aftosa sem vacinação. O documento foi entregue nesta segunda-feira (23) pelo secretário Covatti Filho ao superintendente federal do Mapa no RS, Bernardo Todeschini. A solicitação foi feita na Assembleia Legislativa, durante ato de lançamento da Frente Parlamentar em Apoio à Evolução do Status Sanitário Animal do RS.

No documento entregue ao Mapa, o secretário da Agricultura informa que o Estado já elaborou um plano estratégico para o cumprimento das metas, a partir de uma auditoria em 2017, em conjunto com o governo federal. O plano tem sido implementado e permitido alcançar as metas definidas, sendo que a maioria delas já foi atendida ou está em andamento.

Conforme o documento, houve progresso no sistema de vigilância e monitoramento a campo em todo o Estado, incluindo o controle de trânsito animal e produtos de origem animal nos postos de divisa e fronteira. Covatti Filho enumerou ainda que o Rio Grande do Sul tem mantido adequada estrutura de pessoal e de equipamentos, capilaridade em todo seu território, e ausência de circulação viral de febre aftosa nos países limítrofes com o Estado.

“O progresso do sistema de defesa animal do Rio Grande do Sul tem sido uma prioridade dos setores público e privado do Estado, e seu constante monitoramento permite que consideremos que o RS tem condições de atender aos requisitos necessários para que seja retirada da vacina contra febre aftosa”, escreveu o secretário.

Frente parlamentar
O pedido de Covatti Filho foi feito durante o lançamento da Frente Parlamento em Apoio à Evolução do Status Sanitário Animal do RS, iniciativa do deputado estadual Ernani Polo. A chefe da Divisão de Defesa Sanitária Animal da Seapdr, Rosane Collares, falou sobre a importância do trabalho desenvolvido pelo Estado na área, apresentou a estrutura física e de pessoal da Seapdr, fez um histórico da febre aftosa no Estado e abordou o plano de ação estadual. Rosane esteve acompanhada do diretor do Departamento de Defesa Agropecuária, Antonio Carlos de Quadros Ferreira Neto.

Também participaram do evento o presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal (Fundesa), Rogério Kerber; o secretário da Agricultura Familiar e Cooperativismo, do Mapa, Fernando Schwanke; o senador Luis Carlos Heinze; além de parlamentares estaduais e federais, entidades representativas das cadeias produtivas de proteína animal e técnicos do setor.

Data: 23/04/2019
Fonte: SEAPDR

Últimas notícias