Brasil ocupa apenas 30,2% do território para produção de alimentos

O Brasil é um dos maiores produtores e exportadores de alimentos. Somente em relação às proteínas animais, o país é líder na exportação de carne de frangos e carne bovina e quarto maior fornecedor global de carne suína; em produção, é o segundo em carne de frangos e carne bovina e o quarto em carne suína. “São números fantásticos que colocam o Brasil na elite da produção mundial de alimentos. E tudo isso feito com respeito ao meio ambiente e segurança alimentar”, disse Eumar Novacki, secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), no HORIZONS, evento que discute as tendências da produção mundial de alimentos, encerrado na última quarta-feira, 10, em Atibaia/SP.
“Toda essa produção ocupa apenas 30,2% da área territorial do Brasil”, destacou Novacki, ressaltando que 66% do território nacional são compostos por mata nativa. “Não podemos perder a guerra da comunicação. Temos de mostrar para o mundo que estamos produzindo mais alimentos com sustentabilidade e sem ocupar novas áreas”.
Mark Wiessing, presidente do Rabobank Brasil, lembrou da distribuição desigual dos recursos naturais no mundo, o que impacta diretamente a oferta futura de alimentos para atender à população. Quanto à urbanização da população mundial, Wiessing mostrou que em 1960 havia no planeta 15 hectares de terras agriculturáveis por pessoa; atualmente, são apenas 0,5 hectares por pessoa. O dirigente também focou sua preocupação no desperdício de alimentos. “O mundo joga no lixo 2,5 milhões de toneladas de alimentos por minuto! Precisamos mudar esse cenário”, disse.

Data: 11/10/2018
Fonte: Revista AG

Últimas notícias