Capa

PRIME RATE RANCH FAZ A MAIOR IMPORTAÇÃO DOS ÚLTIMO

A Prime Rate Ranch é o maior rebanho de senepol da região continental dos Estados Unidos e nem por isso deixa de medir esforços para aperfeiçoar a qualidade dos animais e ampliar o seu criatório. Um dos últimos investimentos dos proprietários da fazenda, Art e Maggie Martinez, foi a aquisição de animais da Castle Nugent e da Annaly Farm, que são dois dos três criatórios formadores da raça situados na Ilha de St. Croix, no Caribe.

Foi a maior importação realizada de senepol para os Estados Unidos procedente da ilha. A Prime Rate Ranch importou aproximadamente 70 animais, dentre eles, cinco touros reprodutores da Castle Nugent e dois da Annaly Farm. A aquisição trouxe como destaque o touro CN 6614 Belo, que possui o quesito máximo de 4 estrelas para maciez da carne, avaliado pela GeneStar. Apenas 3% dos touros da raça senepol provados pelo teste conquistam as 4 estrelas, e o touro WC 98 com um Dep de crescimento ao ano de 14,28 kg. Top 2% da raça e também é considerado como o melhor material genético de doadoras para produção de embriões.

Além da importação, em 2004 e 2005 a fazenda exportou mais de US$ 100 mil para a Austrália em sêmen e embriões. Um dos importadores, com a qual a Prime Rate prova seus touros novos, é a maior fazenda do país, que conta com 6 milhões de hectares e 270 mil vacas mães. Ainda em 2005 se fará a primeira importação de sêmen sexado do touro PRR 2110 e de embriões com sêmen sexado para esta fazenda. Este touro também será provado em teste de progênie no Brasil. “Atingimos nossos objetivos porque estamos constantemente pesquisando, implementando novas tecnologias e investindo em material genético de primeira linha”, afirma Art Martinez.

Além da importação de animais, a Prime Rante Ranch exportou sêmem e embriões para a Austrália

PRIME NO BRASIL

A Prime Rate Ranch possui um acordo operacional com a ABS Pecplan para realizar um Teste de Progênie supervisionado pela Embrapa Gado Corte, através do especialista Luiz Otávio Campos Silva. O trabalho será realizado em uma fazenda que possui todos os quesitos para avaliar os touros da raça senepol. Desde pesagens à desmama, sobreano, e pré-abate, à coleta de imagens por ultra-som, para mensuração de características de carcaça e um software que organiza todos os resultados como área de olho de lombo e marmoreio obtidos após a análise.

Em princípio, serão 15 touros da propriedade da Prime Rate Ranch submetidos ao teste. Após todas as avaliações e resultados a serem apresentados pela Embrapa e pela fazenda, somente os touros que atingirem os melhores resultados, terão o sêmen comercializado pela ABS Pecplan. “Serão avaliados todos os aspectos genéticos e físicos dos animais. Temos certeza que esse trabalho ofertará ao mercado brasileiro um material genético de excelente qualidade. Prefiro demorar a comercializar o sêmen, mas oferecer dados comprovados ao pecuarista brasileiro”, afirma Art Martinez.


Referência na criação de gado senepol na região contiental dos EUA, a propiedade importou a maior quantidade total de animais da raça da ilha de St. Croix


Conheça as vantagens da raça senepol

Produção de carne: em média, no desmame, o macho senepol pesa aproximadamente 250 kg e as fêmeas, cerca de 225 kg. Esta raça produz a mais alta porcentagem de quilo desmamado por quilo de vaca. De acordo com estudos de várias universidades norteamericanas e da USDA, a carne do senepol tem gerado alguns dos melhores valores do setor quanto à eficácia do corte, considerando-se a maciez da carne.

Cruzamentos: os cruzamentos do senepol produzem animais uniformes, tanto em relação ao fenótipo quanto à cor, eliminando, portanto, manchas de cor. O resultado é um rebanho com uma uniformidade raramente vista em animais cruzados de outras raças. Esta raça é reconhecida como “especial para cruzamentos”.

Fertilidade: as fêmeas cruzados senepol x zebu dão cio mais cedo.

Resistência: o pêlo curto dessa raça proporciona uma resistência natural a carrapatos, qualidade essa documentada por testes feitos na América do Sul e na Austrália. Uma pesquisa da USDA indica que a raça senepol apresenta maior resposta de imunidade quando comparada a outras raças de carne bos-taurus. Nem todos os animais senepol produzem 100% de pêlo curto, mas a PRR já está providenciando colocar seus touros em testes para determinar que eles possuem o dobro do gene para pêlo curto.

Docilidade: o senepol tem um temperamento manso e os animais são de fácil manejo. Isso faz com que o senepol seja ideal para cruzamentos.

Adaptabilidade: a elevada tolerância ao calor que esta raça apresenta permite que os animais permaneçam a pasto por mais tempo durante os períodos mais quentes do dia.

Habilidade materna: a grande facilidade para os partos deve-se ao baixo peso de nascimento dos animais (aproximadamente 29 kg a 35 kg). Observa-se também um alto vigor do bezerro, cuja taxa de sobrevivência aumenta rapidamente com a amamentação.

Precocidade: fêmeas e machos atingem a maturidade com pouca idade. A primeira parição das fêmeas ocorre entre os 24 e os 36 meses de idade, com um intervalo médio de 12 meses entre os partos. Os machos têm uma libido ativa, portanto, verifica-se uma porcentagem alta de procriação das fêmeas.

Longevidade: a longevidade também é uma característica importante desta raça. As fêmeas senepol vivem até os 15 anos, produzindo regularmente um bezerro por ano. Nenhuma outra característica é tão importante para a lucratividade total de uma operação vaca-bezerro que a longevidade.

Produção de leite: as fêmeas senepol produzem uma média de 10 litros de leite por dia. As cruzas de senepol com holstein têm produzido cerca de 15 a 18 litros de leite por dia, com um percentual de gordura e de proteína maior que o do holstein.


EMBRIÕES E SÊMEN

Atualmente, a fazenda coleta os embriões no Centro de Coleta do Texas, localizado no mesmo bairro da conceituada Universidade do Texas A&M. Trata-se da instituição de maior prestígio nos Estados Unidos especializada em gado. Todos os embriões serão comercializados no Brasil através de prenhezes sexadas, em parceria com uma fazenda que será anunciada brevemente.

Também presente no mercado de inseminação artificial, a Prime Rate Ranch é detentora de um estoque de sêmen que conta com mais de 34 mil doses, considerado acima dos padrões exigidos pela Certified Semen Services e pelo Protocolo de Exportação dos Estados Unidos e Requerimento de Importação do Brasil. O sêmen da PRR é coletado e envasado por central homologada pelo governo dos EUA com qualidade garantida e índices superiores ao mínimo exigido pelas autoridades americanas.

A Fazenda Santa Maria, em Eldorado dos Carajás/PA, também afirma a consolidação do senepol como uma das raças taurinas mais bem adaptada aos trópicos, além de muito produtiva e precoce. O criatório produz animais ½ sangue senepol, ¼ zebu e ¼ angus. Resultado desse tipo de cruzamento foi a venda de 80 animais, de 22 a 24 meses, com 18 arrobas e 9,51 kg, em junho para o frigorífico Bertin, em Marabá/PA. “O cruzamento industrial com senepol significa um ganho de peso maior, mais rápido e de excelente qualidade. Certamente, o senepol será uma das ferramentas a ser utilizada para o aprimoramento genético no País. É o futuro do Brasil”, conclui Art Martinez.


Senepol no Brasil

A raça senepol possibilita uma grande variedade de cruzamentos entre diversas raças taurinas e zebuínas com resultados muito positivos. A Agropecuária Cestalto é exemplo dessa atividade. Localizada em Três Lagoas/MS, iniciou em 1999, uma série de acasalamentos entre as raças taurinas e zebuínas para encontrar o cruzamento mais conveniente e produtivo para os trópicos.

Após uma série de testes, entre várias combinações feitas com fêmeas F1 (50% zebuína e 50% taurina), fator importante para a precocidade, com taurinos puros e diferentes do sangue taurino já existente nelas, o resultado obtido foram animais F2 (75% taurino), porém com muito pêlo, sendo inadequado para o ambiente dos trópicos, devido ao desconforto causado pelo clima, e na criação a pasto, pela impossibilidade de controle aos parasitas internos e externos de maneira mais incisiva como é feito em ambiente controlado, geralmente confinamento.

A Solução Senepol

A saída foi encontrar um animal que conseguisse manter as particularidades da raça européia, como a maciez da carne, a musculosidade, mas que se adaptasse aos trópicos e possuísse pêlo curto, além de transmitir essa característica aos seus descendentes, bem como a capacidade de gerar filhos mochos.

A partir daí, deu-se início aos testes com o senepol. Os resultados foram machos mais precoces abatidos até os 24 meses com 18 arrobas, e fêmeas com boa habilidade materna e férteis a partir dos 12 meses. Os animais também apresentaram melhoria na qualidade da carne (marmoreio) e uma carcaça com mais carne no traseiro. “A qualidade de carne é o futuro do Brasil. Não somente quantidade senão a qualidade para aumentar ainda mais a demanda internacional e o preço da carne aos produtores e se mostrar um mercado superior”, ressalta Martinez. Algumas fêmeas F2 manifestaram cio aos 8 meses e machos F2 que ganharam até a desmama, um ponderal de 850 a 1.050 gr/dia.