Biogenesis bago

PECUÁRIA: COMO O PLANEJAMENTO SANITÁRIO PODE AJUDAR NA EFICIÊNCIA DA DESMAMA

Biogenesis

Um importante indicador para avaliar uma fazenda de cria ou de ciclo completo é o índice zootécnico Taxa da Desmama. Ele é calculado pela relação entre o número de bezerros desmamados dividido pelo número de vacas expostas, dentro de um determinado período pecuário. Alguns indicadores mais produtivos relatam que essa relação pode chegar a 79,1%, levando em conta perdas gestacionais e mortalidade de bezerros dentro do mesmo período avaliado.

A desmama se caracteriza pela retirada do bezerro do contato com a vaca, normalmente entre o 7º e 9º mês de idade. Nessa época, o animal já é um ruminante e tem plena condição de utilizar forragem sólida como única fonte de energia e de nutrientes de que necessita. Além disso, a participação do leite na dieta do bezerro é pequena após o terceiro mês de lactação. “O desmame pode ser realizado de formas diferentes, de acordo com as intenções do pecuarista e pode ocorrer em momentos distintos da vida do bezerro, dependendo do manejo realizado em cada propriedade. No entanto, para que esse período não seja crítico e/ou acarrete perdas, é preciso um planejamento com antecedência. Só assim haverá uma desmama com eficiência e com bezerros que atinjam bom peso”, explica o médico-veterinário e Gerente de Serviços Técnicos da Biogénesis Bagó, Reuel Gonçalves. Para isso, é fundamental adotar um programa sanitário e aliá-lo ao programa de desmama, dando início ao um protocolo antes do nascimento do bezerro. “Um dos problemas recorrentes durante a fase de aleitamento e que pode influenciar o desenvolvimento do bezerro, por exemplo, é a diarreia neonatal. Para se evitar essa enfermidade, a indicação é fazer uma vacinação preventiva na vaca com 60 e 30 ...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!