Do Pasto ao Prato

GENÉTICA NACIONAL: touros Angus e Brangus em centrais de IA em 2020

Fernando Velloso é médico-veterinário e sócio-proprietário da Assessoria Agropecuária FF Velloso & Dimas Rocha – www.assessoriaagropecuaria.com.br –

A ssessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha realiza, pelo terceiro ano consecutivo, um levantamento dos touros Angus e Brangus ativos nas centrais de inseminação, ou seja, dos touros que estão em coleta para comercialização de sêmen. Dessa forma, conseguimos ter uma visão panorâmica do tamanho do mercado para touros nacionais como doadores de sêmen. Este trabalho, somado ao “Top 100 – Os Maiores Vendedores de Foto: Gabriel Olivera_Ag El Campo Touros de Brasil” (que já chegou à sua quinta edição) está alinhado ao nosso propósito de compreender mais profundamente o mercado de reprodutores taurinos e de produzir informações não disponíveis no setor de touros. Vamos, então, para alguns esclarecimentos sobre este trabalho e algumas conclusões que podemos já chegar em relação aos números de 2019. O levantamento foi realizado por meio da consulta direta com as centrais de inseminação no Brasil a partir da solicitação da relação dos touros Angus e Brangus nacionais em coleta (ativos) no País em 2020. Existem reprodutores importados e em coleta no Brasil, mas esses animais não foram incluídos neste trabalho. A importação de doadores vivos (especialmente dos EUA) teve bastante importância, e foram noticiadas chegadas de animais para as empresas Alta Genetics, CRV Lagoa e Select Sires – somente elas devem ter importado mais de 25 touros Angus em 2019 e 2020.

Por que o levantamento considera somente touros Angus e Brangus?

No momento da redação deste texto, ainda não estavam disponíveis os dados finais do mercado da inseminação artificial no Brasil em 2020, mas é esperado um importante crescimento em relação a 2019, na casa de 35% para as raças de corte. O...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!