Caprinovinocultura

Carne caprina com QUALIDADE

Produtor catarinense investe na profissionalização da atividade e conquista selo para a comercialização dos cortes

Denise Saueressig
[email protected]

Quando iniciou os investimentos na caprinocultura, em 2014, o empresário Heber Danieli não imaginava o rumo que o novo negócio iria tomar. Na época, a intenção era ter um lugar tranquilo para passar o final de semana, mas ele e a então esposa, Nádia Andrin, acabaram morando no sítio no interior de Vargeão, no Oeste de Santa Catarina. “O lugar tinha barracões, fizemos algumas melhorias, e, então, veio a ideia de aproveitar as estruturas existentes e tornar a propriedade autossustentável”, recorda. Como a área é pequena (três hectares), Danieli foi pesquisar alternativas adequadas. Chegou a pensar em vacas de leite e em ovinos, mas, depois que leu uma reportagem sobre a criação de caprinos, resolveu olhar com mais atenção para a atividade. “Por dois anos, me dediquei a estudar os animais da raça Boer e procurei relatos de outros produtores. Reformamos Foto: Willfried Wende-Pixabay os barracões e, em 2018, adquirimos oito matrizes para avaliar como seria a adaptação”, conta. O criador buscou a ajuda do Programa de Consultorias de Inovação e Tecnologia do Sebrae (Sebraetec) para impulsionar os negócios de acordo com os recursos já disponíveis na propriedade. “Iniciamos um projeto de viabilidade técnico-econômica e, em seguida, a assistência envolvendo planejamentos sanitário, reprodutivo e nutricional. Tudo foi feito de forma personalizada e adequada ao seu sistema intensivo”, relata o médico-veterinário Flávio Cristiano Marques Melo, consultor credenciado ao Sebrae/SC.

Marca própria

Em uma primeira experiência após o abate de alguns animais, no ano passado, Danieli resolveu comercializar a carne no seu próprio supermercado, em Vargeão. A surpresa foi grande quando ele per...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!