A Voz do Criador

TRANSFORMAÇÕES CONSTANTES

Nunca antes entramos novembro com a arroba tão valorizada – e de forma tão constante – como vemos hoje. Mesmo com o tradicional aquecimento da demanda nos meses finais do ano, não conseguiríamos imaginar, nem mesmo há um ano, chegar próximos à casa dos R$ 300 pela arroba. Assim como também não tínhamos, em março, a verdadeira noção do tempo de duração nem dos profundos impactos que traria a pandemia à civilização. Ainda não temos. Porém, já conseguimos enxergar o negócio pecuário com lente de aumento e verificar grandes mudanças ocorrendo porteiras adentro e consumo de carne a fora.

Que o diga a Associação Sul-Mato- Grossense de Produtores de Novilho Precoce, que, neste ano, colocou em prática um projeto por meio do qual compra e vende o gado dos seus 300 associados diretamente ao varejo. A ideia, conforme relata o presidente da Novilho Precoce, Nedson Rodrigues, na Entrevista do Mês, tem como objetivo “colocar os ovos em outras cestas”. Ou seja, reduzir a dependência das grandes indústrias e ampliar a margem de lucro dos produtores que, em maioria, são de médio porte e, sozinhos, não a conseguiriam obter. Para isso, a associação compromete-se em entregar um produto de excelente qualidade, com garantia de procedência e constância no abastecimento.

Mudanças também podem ser percebidas na leitura sobre a reposição, que tanto dificulta a vida do invernista e tanto onera a do terminador com os elevados custos dos grãos. É justamente na fase da reposição que o pecuarista tem a chance de (re) iniciar um ciclo virtuoso de lucratividade constante. Mas, para isso, terá de entender a fazenda como uma grande máquina, movida pelo motor da gestão e dependente do funcionamento equilibrado e sincronizado das suas engrenagens, como sanidade, genética, nutrição, meio ambiente e capital humano. É justamente a sintonia fina entre todas elas que impulsionará a eficiência do processo reprodutivo e o nascimento de novas e boas mães de plantel. A nova leitura da realidade está disponível a todos, mas a lente de aumento, não. Busque a sua.

Boa leitura!