Online

Pecuária perde expoente

A pecuária perdeu o criador, empresário e expoente da genética Braford no Brasil, Pedro Monteiro Lopes. Amigo e grande parceiro das revistas A Granja e AG, o diretor e fundador do Grupo Pitangueira (Itaqui/RS) deixa um grande legado ao agronegócio brasileiro. “Pedro Monteiro Lopes foi um grande amigo, um empreendedor, um agricultor pioneiro em ir para a pecuária - e foi muito bem sucedido. Um gentleman, amigo dos seus amigos, culto e simples, piadista e, ao mesmo tempo, muito profissional”, lembra o diretor-executivo da Editora Centaurus, Eduardo Hoffmann.

Pedro Monteiro Lopes fez do Braford Pitangueira a marca do Braford brasileiro. Em sua última entrevista à Revista AG, concedida em maio deste ano quando, confirmou liderança invicta na venda de touros Braford nos cinco anos do ranking Top 100, ensinou: “Sempre procurei, já que não sou técnico, ter bons assessores. E, ao mesmo tempo, fazer um animal para que o comprador consiga ganhar dinheiro. O segredo é trabalho e gente boa, ter muita dedicação pessoal. Você tem que ser exemplar no seu conhecimento para que as pessoas sintam confiança e criem um sentimento de amizade e dedicação. Uma pessoa que sente isso por você vai ser leal e se sentir motivado no que faz”.


Embarque recorde de gado vivo

O Porto de Rio Grande/RS realizou um embarque recorde de gado vivo em setembro. Foram carregadas 24.715 mil cabeças no maior navio do mundo para esse tipo de atividade. A embarcação possui 201 metros de comprimento, 32 m de largura e capacidade para 30 mil bois. Parte dos animais foi enviada ao Líbano, onde será abatida, e parte para a Turquia, onde os lotes serão terminados antes do abate.


Promebo 2020

Os novos sumários do Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (Promebo) da Associação Nacional de Criadores (ANC) Herd Book Collares prometem mais objetividade e precisão nas seleções de Angus, Brangus, Hereford, Braford, Devon e Charolês. Um dos ajustes está na avaliação da precocidade dos reprodutores, cujos índices passaram a ser baseados em ultrassonografia e não mais em avaliações visuais. Além da obrigatoriedade de avaliação das fêmeas, o material também traz novo critério para concessão de dupla marca – que passou de 30% para os 20% superiores de sua geração.


Selo Angus Gold

O Selo Angus Gold, chancela de qualidade superior do Programa Carne Angus Certificada, chega ao Sul do Brasil com abates realizados pelo Frigorífico Coqueiro, de São Lourenço do Sul (RS). Para receber a certificação, as carcaças precisam atender as exigências do Carne Angus, e passar por avaliações de pH e de marmoreio, medido pela mesma régua adotada pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). A carne deve ser proveniente de exemplares com 50% de genéticos Angus e de animais com, no máximo, quatro dentes, sendo machos castrados ou fêmeas.


Carne Zebu

Mais de cem bezerros Nelore, desmamados e participantes da primeira edição do programa Zebu: Carne de Qualidade, da ABCZ, passaram pela quarta pesagem em setembro. A medição integra a primeira etapa do projeto que começou em abril e terá duração de 14 meses. Segundo a ABCZ, o ganho médio de peso está em 670 gramas/dia, o que atende ao planejamento inicial. Objetivo é avaliar a genética de touros melhoradores avaliados pelo Programa de Melhoramento Genético das Raças Zebuínas (PMGZ) em abates técnicos, contribuindo para criação de futuras DEPs de carcaça e qualidade de carne. As medições ocorrem na Fazenda Experimental da ABCZ – Orestes Prata Tibery Júnior, em Uberaba (MG).


Nova diretoria na ABCC

A Associação Brasileira dos Criadores de Charolês (ABCC) empossou a diretoria que conduzirá a entidade no biênio 2020/2022. A presidência estará a cargo do médico veterinário e criador Cesar Adam Cezar, da Cabanha Cezar (Vacaria/RS), integrante do quadro técnico da raça desde 1988. “Cesinha”, como é carinhosamente conhecido, foi eleito também, presidente da Federação Internacional do Charolês no biênio 2004 a 2006, além de já ter atuado como jurado em várias exposições.


Expoinel 2020

A 49ª edição da Expoinel, realizada de 14 a 20 de setembro na Fazenda Paraíso, em Vila Velha (ES), resgatou a autoestima do nelorista brasileiro, afirmou o presidente da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), Nabih Amin El Aouar. A mostra encerrou o Nacional Nelore e Nelore Mocho 2019/2020, definindo os melhores criadores, expositores e animais da raça no período. A exposição foi realizada de forma presencial com programação elaborada para garantir a saúde de expositores e trabalhadores. “A programação foi muito bem elaborada para que se mantivesse o distanciamento e se obedecessem aos protocolos de saúde. Até a alimentação foi realizada em horários diferenciados e escalonados. O evento, com certeza, vai abrir caminho para outros do gênero”, pontua.


Certificação Hereford

De março a setembro, mais de mil carcaças Hereford receberam a certificação do programa de qualidade da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) em parceria com o frigorífico Verdi, de Pouso Redondo (SC). O contrato objetiva ampliar a atuação da Carne Certificada Hereford para outros estados e fomentar renda aos produtores. “O consumidor procura uma carne de qualidade e está bastante exigente”, observa o técnico da ABHB, Maurício Marangoni, responsável pela certificação no frigorífico.


Confina Brasil

A Scot Consultoria voltou para a estrada ao final de setembro para dar sequência ao mapeamento das criações intensivas de gado de corte em São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. As visitas aos confinamentos localizados nos cinco principais estados confinadores do Brasil ocorrem de acordo com todos os protocolos necessários de saúde e segurança. O projeto pode ser acompanhado no instagram @confinabrasil ou no site www.confinabrasil.com.br.


Avaliação de carcaças Devon

A Associação Brasileira de Criadores de Devon (ABCDevon) deu início ao Programa de Fomento à Ultrassonografia de Carcaça em animais avaliados pelo Promebo. As avaliações começaram em setembro e impactarão diretamente na qualidade do plantel e na produtividade dos rebanhos comerciais da raça. Serão avaliados machos e fêmeas da geração 2018 com quase 24 meses. “É uma avaliação além das exigidas pelo Promebo, no desmame e ao sobreano”, explica o diretor técnico da ABCDevon, Lucas Hax. “Nessa fase, os animais já apresentam bom desenvolvimento muscular e adequada deposição de gordura, o que é importante para a qualidade do exame”, completa.