Falou

Sentimento de dever cumprido

Luisangela Romancini de Carvalho, vice-presidente e CEO da Romancini Troncos e Balanças, relata o empenho da empresa em satisfazer as necessidades dos clientes

“Os produtores vêm buscando produtos com maior valor agregado, como é o caso do R-Veloz

Revista AG – Qual tem sido a colaboração da Romancini, criada em 1960, para a evolução tecnológica de troncos e balanças?

Luisangela Romancini – Desde a sua fundação, a Romancini se preocupa em alinhar seus equipamentos às necessidades do pecuarista, desde os pequenos até os grandes. Há alguns anos, notamos uma demanda maior de tecnologia por parte dos pecuaristas, por isso, criamos um departamento na empresa, voltado exclusivamente, para o desenvolvimento e o aperfeiçoamento dos produtos. A equipe é formada por engenheiros, analistas de sistemas e veterinários.

Revista AG – Entre a manual e a automatizada, qual o principal produto em cada frente?

Luisangela Romancini – Na linha manual, nosso carro-chefe é o tronco S15, seguido pelo S15 plus. Na linha de automação, temos o lançamento R-Veloz, tronco hidráulico, o Mundial Pneumático e o Eletro-Hidráulico. Cada produto possui diferenciais que variam de acordo com a necessidade de cada produtor. No entanto, o desenvolvimento de todos os nossos produtos é baseado em três pilares: bem-estar animal, segurança do operador e sustentabilidade.

Revista AG – Como você avalia o papel da mulher no agronegócio hoje?

Luisangela Romancini – A presença da mulher no agronegócio tem refletido uma mudança de gestão nas propriedades e empresas do setor. A mulher é mais aberta às mudanças, proativa, possui uma leveza maior e um feeling que a torna diferenciada. Particularmente, penso que o segredo do sucesso nos processos não depende apenas da partici...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!