Caprinovicultura

Incentivo para regularizar a produção

Ministério da Agricultura institui política com o objetivo de padronizar processos, ampliar rebanhos e aprimorar a qualidade dos produtos fornecidos ao consumidor

Alguns dos principais desafios da cadeia produtiva estarão no centro das ações da Política Nacional de Incentivo à Ovinocaprinocultura, instituída em julho pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento a partir da Lei nº 13.854. O planejamento que norteará as medidas será debatido e implementa do em articulação com representantes do segmento, desde a produção até a indústria, além de instituições com atuação municipal, estadual e federal.

O objetivo da política é padronizar os processos para uma maior eficiência na produtividade que permita regularidade no fornecimento ao mercado. A melhoria da qualidade da produção, a maior segurança alimentar e o combate ao abigeato estão entre as prioridades do Governo. A legislação também prevê o estímulo à fabricação industrial, familiar e artesanal; a pesquisa, a assistência técnica e a extensão rural; a modernização tecnológica; e o aprimoramento da gestão das cadeias, com foco no melhoramento genético dos animais para a oferta de produtos com melhor padrão de qualidade ao consumidor.

Medidas incluem foco no melhoramento genético para a oferta de alimentos com melhor padrão de qualidade

Equipes da Embrapa Caprinos e Ovinos, de Sobral/CE, e da Embrapa Pecuária Sul, de Bagé/RS, participaram do plano que está delineando a política. Para o pesquisador Octávio Rossi de Morais, da Embrapa Caprinos e Ovinos, a nova lei é importante porque demonstra a preocupação do Governo com a ovinocaprinocultura como um elemento importante da pecuária nacional. Segundo ele, os produtores, organizados em associações e cooperativas, a partir da política nacional, terão melhores condições de reivindicar novas ações para o setor. Como exemplo, ele cita o seg...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!