Matéria de Capa

O grande legado de Fries

Matéria

Programa Conexão Delta G carrega no cerne os ideais do reconhecido zootecnista Luiz Alberto Fries

Adilson Rodrigues
[email protected]

Assim como vimos na matéria inaugural do Especial de Avaliação Genética – no qual apresentaremos, todos os meses, programas de melhoramento genético que estão revolucionando o mercado –, muitos desses projetos pioneiros carregam uma história invejável. Seja por meio de pessoas à frente do seu tempo ou por, simplesmente, serem catalisadores de grandes realizações.

No caso da Associação Nacional dos Criadores e Pesquisadores, o professor Raysildo Lobo herdou a matemática das Diferenças Esperadas na Progênie (DEPs) e foi responsável por desbravar os caminhos de uma nova era na pecuária brasileira. E foi na década de 1990 – época do boom dos programas de avaliação genética – que um zootecnista, futuramente renomado, deixava sua assinatura.

Seu nome, Luiz Alberto Fries. Talvez alguns não se lembrem, mas o caxiense nascido em 27 de agosto de 1951 formou-se em Zootecnia em 1972, fez mestrado na mesma área na Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1974 e, dez anos depois, tornou-se PhD In Animal Breeding pela Iowa State University of Science and Technology, entre outros títulos. Mais do que um currículo invejável, ele abriu mais portas para o melhoramento animal.

Cofundador da GenSys ConSys Consultores Associados, em 3 de fevereiro de 1991, e atuante no desenvolvimento de softwares aplicados ao melhoramento genético, sem dúvida, sua maior contribuição foi fundar, há quase 30 anos, o Programa Conexão Delta G, hoje voltado à avaliação genética das raças Hereford e Braford.

“O pioneirismo abre caminho para avanços significativos....

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!