Feno & Silagem

RESERVA DE FORRAGEM: FENO OU SILAGEM?

Feno

Daniele Zago*, Luiz Antônio Vieira Queiroz Filho**, Everton Dezordi Sartori*** e Júlio Barcellos****

A conservação de forragens é uma importante estratégia tecnológica para o manejo alimentar dos bovinos e tem como objetivos complementar a escassez de alimentos em estações de menor produção natural das pastagens, , formar reservas para períodos de instabilidades climáticas, armazenar sobras de volumosos em períodos de abundância ou, na essência, aumentar a produtividade do sistema de produção.

O feno e a silagem constituem as formas mais comuns de conservação e armazenamento de forragens, e ambos apresentam características específicas. No processo de ensilagem, a forragem é fermentada na ausência de oxigênio e tem sua conservação assegurada pela redução do pH. Na fenação, a forragem é desidratada, e, pela redução da umidade, cessa o processo metabólico da planta. Com isso, o material é preservado. Esses processos demandam conhecimento, materiais forrageiros adequados, planejamento, mão de obra especializada, maquinários e instalações específicas. Além disso, cada um desses processos apresenta custos que são incorporados aos já existentes na propriedade, de forma que devem ser cuidadosamente avaliados em termos de respostas bioeconômicas.

Feno

Elaboração de silo de grão umido para fornecimento aos animais

Silagem

A silagem consiste na conservação da forrageira a partir da fermentação dos açúcares presentes na planta. Tal fermentação deve ocorrer em ambiente anaeróbico (sem a presença de oxigênio), com umidade máxima de...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!