Sala de Ordenha

Alta no mercado

O s preços do leite ao produtor caíram pelo quarto mês consecutivo no pagamento realizado em dezembro de 2018. Segundo levantamento da Scot Consultoria, a média nacional ficou em R$ 1,138 por litro, sem o frete.

Houve recuo de 3% frente ao pagamento anterior. Fazendo um balanço do ano passado, de janeiro a julho, o preço médio nacional subiu 21,3%, e, de lá para cá, caiu 8,7%. Na comparação com o mesmo período de 2017, o produtor está recebendo 9,6% a mais neste ano (figura 1).

A produção em alta, a demanda interna sem muitas novidades no final de 2018 e o grande volume de leite em pó importado – que pressiona os preços do produto no mercado interno – foram os principais fatores de baixa.

Figura 1 – Cotação média nacional ponderada do leite ao produtor – em R$/litro, valores nominais

Sala

Do lado da captação, a produção nacional cresceu 0,7% em novembro, na comparação mensal, segundo o Índice Scot Consultoria de Captação. Em dezembro, o aumento foi de 0,1%, frente à captação no mês anterior.

As maiores médias diárias em termos de captação de leite foram registradas nas primeiras semanas de dezembro. Foi o pico de produção em importantes bacias, como Minas Gerais, Goiás e São Paulo.

Para o pagamento a ser realizado em janeiro de 2019, que remunera a produção entregue em dezembro de 2018, 68% dos laticínios pesquisados pela Scot Consultoria acreditam em queda no preço do leite, e os 32% restantes falam em manutenção, em relação ao pagamento anterior.

Para fevereiro, o tom do mercado é de estabilidade na alta no preço do leite para o produtor. No mercado spot, ou seja, o leite comercializado entre as indústrias, os preços pararam de cair em dezembro e subiram fortemente em janeiro.

A disponibilidade de l...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!