Melhoramento

Ceip cresce 23,5% em dois anos

Melhoramento

Selo é concedido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) a programas de avaliação genética

Procedência, produtividade e potencial genético são características valiosas na criação de gado, quando o assunto é superioridade genética, o que vem aumentando a relevância do Certificado Especial de Identificação e Produção (Ceip), criado há 25 anos.

Este mercado cresceu 23,5% nos últimos dois anos, segundo a Associação Nacional dos Programas de Ceip (Conceip), entidade representativa dos programas de melhoramento genético bovino que emite a certificação.

“Considero esse certificado muito importante para a validação do valor genético associado à excelência de biotipo, caminho que trilhamos há mais de 60 anos para atender com produtividade e acurácia na herdabilidade das características melhoradas”, relata o selecionador de gado Nelore PO, Michel Caro, à frente da Fazenda Bonsucesso – Nelore ZAN, que, há 20 anos, certifica reprodutores nos programas Ceip.

Segundo o criador, a clientela da propriedade é exigente quanto à aquisição de reprodutores PO ou comerciais, que devem produzir gado de corte com desmamas e recrias de alto desempenho e precocidade. Além do certificado, as DEPs (Diferenças Esperadas na Progênie) fornecidas pelos programas de genético permitem acesso do criador a um banco de dados bem consistente.

Uma propriedade pode participar do Ceip de forma isolada, apresentando diretamente um projeto para registro no Ministério da Agricultura Pecuária e e Abastecimento (Mapa), ou entrar como colaboradora em um programa de melhoramento genético já cadastrado, esse é o caminho mais fácil. Não há uma definição do Mapa sobre quais características precisam ser avaliadas.

Quem decide...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!