Raças

18 ANOS DE EVOLUÇÃO

Raças

Senepol completa maioridade no mercado brasileiro exercendo um grande feito para o setor produtivo, com lançamento de um programa de carne certificada

Erick Henrique [email protected]

Em pouco tempo de atividade na pecuária de corte brasileira, a raça Senepol desembarcou no País em 2000 comprovando que veio para ficar. Atualmente, já são mais de 97 mil animais registrados pela Associação Brasileira de Criadores de Bovinos Senepol (ABCB Senepol), com previsão de fechar 2018 com 100 mil exemplares registrados. O número de criatórios associados não para de crescer – ao todo, são mais de 680, e esperando outros 200 criadores que ainda não se filiaram à entidade pelo fato de não possuírem um rebanho PO expressivo.

Além dos mais de 100 criatórios que já aderiram ao Programa de Melhoramento Genético Senepol (PMGS), Embrapa/Geneplus e à implementação da seleção genômica, as provas zootécnicas intrarrebanho e coletivas foram o alicerce da raça no caminho do pasto ao prato, culminando com lançamento do Programa de Certificação da Carne Senepol, no dia 4 de setembro, durante o II Seminário Internacional da Raça Senepol, em Uberlândia/MG.

O termo de cooperação entre a associação e o Instituto CNA foi assinado pelo presidente da ABCB Senepol, Pedro Crosara; pelo diretor financeiro, José Alexandre de Melo Cunha; pelo secretário-executivo do CNA, André Sanches; e pelo coordenador dos Protocolos de Rastreabilidade do CNA, Paulo Costa. Com a raça sendo cada vez mais usada em cruzamento industrial no País, essa é uma estratégia da associação para tornar a carne de Senepol mais popular. Agora, o taurino adaptado passa a integrar a Plataforma de Qualidade da CNA junto a outras seis raças: Angus, Charol...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!