A Voz do Criador

Mau uso

A grande vitrine de genética mudou nos últimos 20 anos. Antes muito forte e com o objetivo de levar a produtividade animal ao extremo, a pista de exposição era o grande palco de lançamento de novos reprodutores.

Com o passar do tempo, a mostra foi perdendo sua função, ao passo que começavam a crescer os programas de melhoramento baseados nas avaliações genéticas e suas diferenças esperadas na progênie (DEP).

Em pouco tempo, as centrais de inseminação trocaram a roseta de Grande Campeão pelos números do sumário de touros. Hoje, as DEPs, inclusive, são diferenciais importantes para rentabilizar as vendas de touros destinados para cobrir a campo.

Entretanto, é preciso dedicar um pouco mais de tempo para entender como a régua de DEPs funciona. Só assim será possível perceber que nem sempre o melhor touro será o Top 0,1%, ou o melhor em mil, se preferir.

O mau uso desse índice de qualificação genética pode deturpar o processo de melhoramento genético, assim como era visto com a genética oriunda das pistas. O risco de partos distócicos é apenas o início do problema. Se achou o texto interessante até aqui, não deixe de conferir a nossa “Matéria de Capa”.

Não perca, também, nossa “Entrevista do mês”, com Oswaldo Furlan Júnior, fundador do GPB, e saiba como, em um minuto, você, pecuarista, pode mudar o mercado do boi gordo no Brasil, além de faturar mais na venda de seus animais. Tudo começa com planejamento, assim como será visto em “O Confinador”.

Falando em intensificação, “Feno & silagem” mostra, entre outras coisas, que, ao inserir o fornecimento de silagem no sistema produtivo, pode-se aumentar em até 33% a lotação animal da fazenda.

Bom alimento, em destaque na “Escolha do Leitor”, associado a tecnologias como a ultrassonografia pode elevar a produtividade e, consequentemente, os lucros do criador. Confira em “Caprinovinocultura”.

Mas de nada adianta investir em dieta se perder produtividade porque ainda resiste quanto à adoção de técnicas de bem-estar animal. “Manejo” mostra os prejuízos causados na reprodução em virtude do estresse elevado das matrizes.

Observe o gado e entenderá, assim como conseguirá aprender a diagnosticar alguns problemas do dia a dia, como as afecções podais, tema de “Leite”. Não deixe de passar os olhos por “Raças”, matéria na qual o destaque é o Senepol, que completou maioridade no Brasil. Em “Exposições”, acompanhe o balanço da Expointer.

A

Boa leitura!