Especial Tecnologia

Ajudante Pessoal

Especial

Pecuaristas estão percebendo que softwares e celulares com aplicativos de todo o tipo são um valoroso aliado na gestão da fazenda

Erick Henrique
[email protected]

É difícil falar em pecuária inteligente sem antes mencionarmos o fenômeno da transformação digital. Essa conversão está ocorrendo no mundo todo, impulsionada pelas tecnologias da informação (TI) que vêm alterando, claramente, a lógica dos negócios. Tamanha é a intensidade que esse foi o tema central, no último ano, do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. E a discussão ficou atrelada às oportunidades e aos riscos de tal transformação. Presente nesse evento, o presidente da Embrapa, Maurício Antônio Lopes, lembra que o CEO da Accenture, consultoria de TI, disse que a transformação digital é a principal razão porque mais da metade das empresas que figuravam na Fortune 500 (revista que elege as maiores companhias do mundo) desapareceram do mercado na última década.

“Já estamos experimentando há mais de dez anos uma mudança profunda na sociedade em função desse boom digital. Nesse desafio, as empresas e as instituições que não conseguiram entender o novo paradigma de desenvolvimento saíram do mercado. A razão de tudo isso é porque o avanço tecnológico transita em um ritmo alucinante enquanto a mudança na sociedade, na política e nos negócios segue um ritmo linear. Aí está o perigo. De fato, as pessoas, bem como as instituições, têm seu tempo para iniciar uma mudança, porém, o avanço tecnológico não respeita a lógica”, destaca o presidente da Embrapa.

Na análise do dirigente, tudo o que está acontecendo vai, inexoravelmente, causar impacto em todos os ramos da agropecuária. “Essa revolução já ocorre no cotidiano das pessoas que moram nos centros urbanos, via arsenal de dispositivos eletrônicos (Gadgets) que, em breve, englobarão totalmente os negócios no campo. Tudo será alimentado por outra revolução: a ciência dos dados, junto com a expansão de novos sensores, equipamentos sofisticados que já criam a evolução da Internet das Coisas. Só para ilustrar, os aviões Airbus, recém-fabricados, possuem 10 mil sensores em cada asa, capturando informações de toda natureza, gerando uma massa de dados extraordinária, na qual são criados algoritmos, orientando a tripulação sobre a melhor maneira de pilotar o avião, eliminando, assim, qualquer risco durante o voo”.

Especial

“Buscamos aplicativos de gestão na pecuária que melhor atendessem às nossas demandas”, explica o criador Diogo Serpa

Segundo Lopes, esse universo é compatível com a pecuária de corte porque se os produtores desejam realizar um manejo mais simples possível, fornecendo insumo na hora certa, alimento para o rebanho com volume e quantidade precisos, haverá, em síntese, a maximização de produtividade. “Ora, a sociedade está desenvolvendo cidades inteligentes, logo nós também devemos pensar na incorporação desse conceito fascinante que a era digital proporciona. Na agricultura, temos cases de produção ocorrendo com auxílio dos aplicativos, essas coisinhas que nós baixamos no celular, que nos permitem acessar com grande rapidez todos os custos de produção, gráficos e relacionar diversos dados coletados na lavoura e pecuária”, ressalta.

Portanto, o especialista da Embrapa avalia que as mais variadas ferramentas tecnológicas (softwares e aplicativos) promoverão a tão desejada Pecuária de Precisão. O modelo de produção tecnológico trará um enorme benefício, pois ajudará os criadores a lidar com duas dimensões que vão marcar consideravelmente o futuro da atividade: a dimensão da eficiência e da sustentabilidade. Isso já é prioridade entre as sociedades no mundo, que são pautadas pelo tripé da sustentabilidade econômica, social e ambiental. Assim, com ajuda dos novos dispositivos para telefonia móvel, com sensores, modos de pesquisa e inovação, os criadores poderão fazer a intensificação sustentável da propriedade, utilizando recursos naturais com inteligência, tendo o auxílio de softwares 365 dias por ano, garantindo mais produtividade, qualidade, proteção ambiental e baixa emissão de carbono.

“A unidade da Embrapa Gado de Corte, localizada em Campo Grande/MS tem feito um investimento considerável em diversos tipos de parcerias para desenvolver aplicativos para a bovinocultura de corte. Tanto é que já temos apps que viabilizam que o produtor avalie a suplementação do gado, obtendo informações, em tempo real, sobre seu custo-benefício. A respeito do melhoramento genético dos criatórios, a seleção dos touros melhoradores das raças Nelore e Senepol, nós possuímos uma grande base de dados que está organizada no aplicativo Geneplus/Embrapa, tendo como base as DEPs de mais de 2,3 milhões exemplares avaliados em 363 rebanhos assistidos pela entidade”, conclui Lopes.

Visão clara do negócio

Conectado às tendências tecnológicas, o pecuarista Diogo Serpa, 29 anos, lembra que há oito anos ele e seu irmão, Júnior Serpa, assumiram a gestão das Fazendas São Geraldo e Fontes, dos municípios mineiros de Ibituruna e São Tiago, mas sempre contando com respaldo dos pais nas tomadas de decisão. Trabalhando com pecuária de corte, especificamente cria, as propriedades não possuem grande extensão territorial (200 hectares), então, eles notaram que havia uma necessidade de serem mais produtivos e aproveitar melhor as áreas fora da Reserva Legal.

Especial

“Já temos cases de produção acontencendo com auxílio dos aplicativos, que nos permitem acessar com grande rapidez todos os custos de produção’’, diz o presidente da Embrapa

“Foi então que optamos por cuidar melhor do que temos de mais valioso na fazenda, o solo e a água, e passamos a tratar as pastagens como lavoura. Nos últimos dois anos realizamos um processo de reforma e recuperação de pastagens com forrageiras mais produtivas. Onde anteriormente criávamos 1 UA por hectare, agora teremos uma média anual de 5 UA por hectare. Além disso, na estação de monta, devido à exigência do mercado, inseminaremos parte de nossas matrizes Nelore com sêmen de touros Angus para fazer cruzamento industrial”, explica Serpa.

Segundo ele, ao implantar um sistema mais intensificado e produtivo na fazenda, os produtores mineiros, obrigatoriamente, tiveram de ter maior controle, não somente em relação à compra e à venda de gado, mas também de todo o processo de aquisição de insumos, mão de obra, etc. “Foi aí que buscamos ferramentas de gestão na pecuária que melhor atendessem às nossas demandas e encontramos o aplicativo JetBov. Enquanto em muitos desses aplicativos direcionados à pecuária de corte a gestão é feita por lote de animais, o Jetbov permite fazer o controle do rebanho através do lançamento de dados de cada animal. Como trabalhamos com cria, sendo uma fase que exige da fazenda uma eficiência muito grande por indivíduo, o aplicativo tem nos ajudado muito nas tomadas de decisão”.

O criador revela que o aplicativo permite registro de todos os manejos sanitários, reprodutivos, pesagem, parições, troca de lotes, vendas e aquisições. Dessa forma, quando o produtor fornece as informações para o app, o software possibilita a realização de algumas mudanças no manejo a partir de uma análise mais profunda do rebanho. Além disso, o dispositivo auxilia na compra de produtos agropecuários, em que Serpa tem identificado, ao longo do ano, os meses mais interessantes para adquirir determinados insumos com preços mais baixos.

“Um detalhe importante sobre o JetBov é que mesmo off-line nós conseguimos realizar os registros de manejos executados. Por exemplo, se estou no pasto e uma vaca acaba de parir, consigo registrar em tempo real aquele parto, adicionando também no sistema o peso do bezerro, inclusive com o registro fotográfico do animal. Também quando faço a pesagem dos bovinos, posso, através do aplicativo, mensurar a variação do peso da última medição até a atual, estimando ainda o ganho médio diário do gado naquele período. Com isso, nós conseguimos avaliar se a dieta fornecida está correspondendo ao que foi planejado ou até mesmo definir para qual lote cada animal seguirá ou será descartado”, complementa o jovem pecuarista, que tem a intenção de baixar um app para gestão financeira, mas ainda não conheceu algum que permita mensurar o impacto dos resultados na fazenda.

Quem passou por essa situação foi a pecuarista Carmem Perez, da Fazenda Orvalho das Flores, de Barra do Garças/ MT, que, durante muitos anos, elaborava planilhas de orçamento no Excel, o que dificultava suas atividades administrativas, porque todo mês precisava atualizar manualmente os relatórios da propriedade de 4 mil hectares, com rebanho de 3.200 cabeças. “Até pouco tempo o gerente da fazenda, Leandro Basan, tinha de atualizar dados e enviá-los para mim, algo que consumia muitas horas de trabalho. Foi então que ela encontrou o software “Integra”, há mais de um ano, que promove a atualização instantânea dos dados. As informações chegam, automaticamente, no computador, tablet e notebook. Portanto, é uma ferramenta superinteligente”, diz.

Com o Integra, a produtora adiciona diversas informações sobre tudo que entra e sai da propriedade como pedidos, aquisições e pagamentos. Além disso, ela institui planos anuais e mensais. Por exemplo, em setembro, ficou programado passar a roçadeira em três pastos, logo os colaboradores da fazenda já sabiam qual era o valor investido em óleo diesel para realizar esse manejo, assim como, no mesmo mês, sabiam quanto iriam gastar para jogar calcário na seringueira. Ou seja, todo esse planejamento é viabilizado pelo software, que produz um boletim mensal, avisando se a Fazenda Orvalho das Flores extrapolou o orçamento ou se está seguindo os limites estabelecidos.

Especial

Mensurações de peso da Fazenda São Geraldo, feitas em aplicativo

Carmem Perez informa que a ferramenta é inclinada para gestão financeira, mas na realidade exerce a gestão com um todo, pois monitora o “macro” do rebanho. Desse modo, o software não informa se a vaca 500 (numeração do brinco), uma fêmea de dez anos, teve oito parições, sendo quatro de fêmeas e quatro machos. Todavia, o sistema fornece um boletim mensal sobre a evolução do rebanho e quantas cabeças, de cada categoria, ela possui rodando na propriedade. Como os dados são renovados mensalmente, a criadora faz o manejo dos animais e, cada vez que os vaqueiros trocam os animais de pasto, é contabilizado o que saiu de cada piquete e o que vai entrar em um novo. Em seguida, a ferramenta disponibiliza informações sobre custo de produção/cabeça/ mês, além de tudo aquilo que foi planejado para o orçamento anual da fazenda mato-grossense, que começa em junho e termina em julho (ano agrícola organizado pela plataforma).

Especial

A pecuarista Carmem Perez investe em software de gestão financeira

“A pecuária de precisão não é um conceito tão longe da nossa realidade. Na verdade, eu acho que é uma ideia muito próxima, posto que se o pecuarista não contar com uma gestão muito clara, organizada e profissional, dificilmente vai sobreviver na atividade, devido às margens de lucro serem curtas. A cada dia os criadores são mais sufocados pela expertise dos agricultores, que estão anos luz a nossa frente. Por isso, eu acredito que é um caminho sem volta e precisamos investir em tecnologias de precisão”, finaliza Carmem Perez


Aplicativos móveis devem movimentar US$ 82,2 bilhões em 2017

Especial

Segundo relatório divulgado pela APP Annie Forecas 2016-2021, uma das mais influentes companhias analistas de mercado, o ano de 2016 terminou com 149,3 bilhões de downloads nos aplicativos mobile, um recorde que deve ser superado com folga este ano porque a previsão é de que o ano de 2017 chegue ao fim com 197 bilhões de arquivos baixados. Para 2021, a projeção é ainda mais animadora e deve fechar em 352,9 bilhões, mais que o dobro da marca do último ano.

O documento revela ainda como todos esses números se traduzem em dinheiro: pois em 2016, o mercado de aplicativo movimentou US$ 61,8 bilhões, a previsão para 2017 é de US$ 82,2 bilhões e, para 2021, a receita anual deve ser de US$ 139,1 bilhões. Os grandes responsáveis pelo gigantesco crescimento serão os países emergentes. Atualmente, a China lidera, seguida pelos Estados Unidos, Índia, Brasil e Indonésia. Em 2021, a Índia deve ultrapassar os EUA e ocupar a segunda posição no ranking, com a China mais que dobrando a quantidade de downloads realizados ao final do período. Ao todo, os quatro primeiros países do ranking vão reunir 54% de todos os downloads de apps realizados no mundo.


CONHEÇA ALGUNS APLICATIVOS PECUÁRIOS

CEPEA BOI

Especial


Desde junho de 2016, a equipe de Boi Gordo do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/ USP, passou a coletar informações também por meio do aplicativo “Cepea Boi”. Até então, o levantamento de preços era realizado por telefone e por e-mail. A nova plataforma foi desenvolvida especificamente para pecuaristas de todo o Brasil que fazem negócio de reposição ou de animais para abate, independentemente da frequência. O aplicativo possibilita que pecuaristas enviem informações de maneira rápida e eficiente, de onde estiverem. O objetivo é ampliar a possibilidade de coleta dessa informação, na medida em que aumenta o número de colaboradores e facilita o contato entre a equipe do Cepea e o pecuarista. Disponíveis em todas as plataformas.


LEBOV

Especial

Com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e investimento superior a R$ 10 milhões entre pesquisa, desenvolvimento, projeto, implantação, testes, adequação e lançamento, bancado por empresários do setor de Software e Serviços, o Le- Bov é composto por um pacote de soluções originais que garante o rastreamento completo do rebanho. O modelo inclui o recurso ContaGado de alta performance para inventariar o rebanho, brincos de ultrafrequência com tecnologia de leitura a distância, leitor manual e balança de alta precisão (em fase final de desenvolvimento), que dará suporte para o pecuarista monitorar a evolução do gado. O dispositivo trabalha com um sistema de compatibilidade total. Disponível em todas as plataformas.


$UPLEMENTA CERTO

Especial

O $uplementa Certo é uma aplicação para avaliação de custo/benefício da suplementação na seca e é fruto da parceria Embrapa Gado Corte e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/UFMS. É o primeiro aplicativo para dispositivos móveis da entidade para ajudar o produtor na tomada de decisão da nutrição de bovinos de corte. Essa ferramenta permite ao pequeno, médio e grande produtor da cadeia de carne bovina comparar os rendimentos do mesmo tipo de produto de suplementação, de diferentes marcas. Também favorece a comparação com dois tipos de suplementação distintos: suplementação com sal proteinado e semiconfinamento. Não há necessidade de conexão com a Internet para usá-lo. Foi desenvolvida de forma a ter uma interface intuitiva e demandando o menor número de informações possíveis. Disponível apenas para Android.


CONSULTORIA GTA

Especial

O aplicativo gratuito Consulta GTA para visualizar, por qualquer telefone móvel (smartphone), a autenticidade da Guia de Trânsito Animal emitida pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Para consultar a autenticidade de uma GTA, basta posicionar a câmera digital do celular para o QR Code (códigos de barras lidos pelos celulares) impresso na guia para ser escaneado. O programa, automaticamente, redirecionará para a GTA emitida no sistema Gedave. Feito isso, é possível comparar se a guia que o produtor tem em mãos é a mesma emitida através do sistema. Segundo o coordenador da Defesa Agropecuária, Heinz Otto Hellwig, “esta ferramenta é útil, tanto para o criador, como para os profissionais de defesa agropecuária em qualquer estado da Federação”. Disponível para iPhone e Android.


WEB GADOS E PASTAR

Especial

O aplicativo de compra e venda de animais permite que os anunciantes possuam uma nota de qualificação, dada pelos próprios compradores. Também é possível encontrar informações sobre o lote, além de fotos e vídeos. Também é possível efetuar uma busca com vários filtros para que o comprador encontre exatamente o que precisa. Basta definir no aplicativo a região na qual pretende adquirir os lotes, a quantidade desejada, o tipo e idade do animal. Pelo WebGados, é possível vender ou comprar bovinos e equinos. Outra vantagem da plataforma é que todos os negócios são fechados diretamente com o anunciante, evitando problemas de comunicação. Outro que vem crescendo é o Pastar, no qual cada pecuarista pode montar uma loja para venda de animais ou genética de qualquer raça. Oferece diferentes formas de pagamento. Criadores de gado Brahman têm utilizado com certa frequência. Disponíveis para iPhone e Android.


VET SMART BOVINOS E EQUINOS

Especial

O Vet Smart Bovinos e Equinos é o primeiro aplicativo brasileiro para apoio ao médico-veterinário, zootecnistas, estudante de Medicina Veterinária de grandes animais e pecuaristas. Fornece acesso rápido a ferramentas e conteúdos de uso rotineiro, como um bulário inteligente, com informações de mais de 2.200 produtos e medicamentos. Protocolos de Condutas Veterinárias publicados por especialistas, calculadoras veterinárias, valores de referência e notícias. Disponível para iPhone e Android.


HERBICIDA CERTO

Especial

Diferente dos apps anteriores, esse é o único pago. Custa R$ 100. A identificação das plantas daninhas é baseada em duas fotografias nos estádios de plântula e planta adulta. O acervo de invasoras é baseado no Manual de Identificação e Controle de Plantas Daninhas – Plantio Direto e Convencional – 7ª. edição, 2014”, segundo o desenvolvedor, a mais completa obra sobre o controle químico e identificação de plantas. Escolha em qual cultura deseja fazer o controle químico, depois selecione até cinco plantas daninhas, o modo de aplicação e obtenha instantaneamente o resultado dos herbicidas por ordem de eficiência com suas respectivas doses recomendadas. Disponível em IPhone e Android.


NOVIDADE PARA 2018

tecnologia está sendo criada a partir de uma pesquisa coordenada pelo professor do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) Newton Tamassia Pegolo. Intitulado “Programa de Melhoramento Genético de Precisão em Bovinos da Raça Nelore”, o projeto recebe apoio do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPQ / Setec) e é desenvolvido em parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), o Núcleo de Criadores de Nelore de Avaré e a Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinária da Unesp de Jaboticabal e do Campus Rio Verde do Instituto Federal Goiano. Vai detectar a performance de progênies dos touros em diferentes sistemas de criação