Uma edição que vale por 12. A publicação destaca análises anuais dos principais setores da pecuária brasileira.

Informação com credibilidade há 17 anos!

O MARTELO

Os números dos principais leilões

Valônia na ExpoBauru

A Fazenda Valônia promoveu no dia 10 de novembro, durante a ExpoBauru, o 4° Leilão da Fazenda Valônia Nelore Mocho. João Cariello de Moraes Filho arrematou o lote mais valorizado do leilão. Prenhezes de Figura da Car e Ostra do Varrela agora farão parte do criatório da Fazenda Bom Retiro por R$ 29,4 mil. O maior comprador do pregão, desembolsando R$ 36,4 mil, foi o pecuarista Cid Barros. Ao todo, foram arrematados 71 touros PO, que atingiram uma média de R$ 3,1 mil. Já as 14 fêmeas renderam aos seus criadores uma média de R$ 13,6.

Faturamento milagroso

O Leilão Virtual Matrizes Milagrosas alcançou um faturamento de R$ 650,6 mil. Foram ofertadas 60 matrizes e a média por animal ficou em torno de R$ 11 mil. Criadores de vários estados adquiriram animais no leilão, realizado no dia 20 de novembro. A fêmea mais valorizada do leilão foi Tercia de Tabapuã, uma filha de Iluminismo, que segue prenha do touro Bangalo. O animal foi comercializado por R$ 42 mil. O comprador, que acaba de iniciar a criação da raça Tabapuã, foi a AgroZurita, do empresário e pecuarista Ivan Zurita.

Touros virtuais

O 2° Leilão Virtual Simbrasil e Simental Terra Roxa arrecadou R$ 257,6 mil, com a venda de 78 reprodutores. Os lotes de Simental atingiram a média de R$ 3,6 mil, enquanto que o Simbrasil foi negociado a R$ 3,2 mil. O maior comprador foi João Marcelino Ramos, proprietário da Fazenda Universo, em Guaratinguetá/SP. Ele investiu R$ 38,7 mil na aquisição de 10 reprodutores, incluindo o lote de maior cotação, o reprodutor da raça Simbrasil Elmo da Terra Roxa , negociado por mais de R$ 6,5 mil.

Média elevada

O 1º Leilão do Centro de Performance da Lagoa alcançou a excelente média geral de R$ 5,5 mil com a comercialização de 135 touros das raças Nelore, Nelore Mocho, Brahman, Guzerá e Tabapuã. Realizado no dia 17 de novembro, em Ribeirão Preto/SP, o remate reuniu mais de 300 pessoas. A raça Guzerá obteve a maior média, de R$ 7,1 mil, seguida pela raça Nelore Mocho, que ficou em R$ 6,6 mil. A raça Nelore registrou média de R$ 5,4 mil, o Brahman ficou em R$ 4,1 mil, e o Tabapuã, R$ 4,1 mil.

Fim de uma tradição

O leilão de liquidação total do plantel Texel da Cabanha São Dionísio, uma das mais tradicionais do Rio Grande do Sul, registrou a venda de um animal pelo valor recorde de R$ 70 mil. O carneiro São Dionísio 404, de três anos e pertencente a uma família de campeões da raça, foi arrematado pelo produtor Túlio Pinto Filho, da Cabanha Rio Pintado, de Itaqui/RS. O remate reuniu cerca de 450 compradores de todo o Brasil no dia 24 de novembro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. Em 10 horas e meia de pregão, toda a oferta de 367 ovinos foi vendida, totalizando um faturamento de R$ 1,1 milhão.

Primavera gaúcha

Promovido no dia 1º de novembro, em Uruguaiana/RS, o leilão anual das Cabanhas Nova Aurora e Anjo da Guarda ofertou 118 ventres e touros Braford e Polled Hereford. A média das novilhas Braford 3/8 atingiu R$ 2,1 mil, dos touros dois anos, R$ 5,7 mil, e dos reprodutores de três anos, R$ 6,2 mil. No mesmo município, mas no dia 9, ocorreu o 46º Remate Cabanha São Bibiano, que comercializou 133 animais da raça Brangus, totalizando uma renda de R$ 344,2 mil. Entre animais Brangus, Angus e Red Angus, o pregão arrecadou R$ 1,1 milhão, o dobro do ano passado, que rendeu R$ 520 mil. A 51ª edição do Remate Anual da Cabanha Santo Ângelo, realizado no dia 10 de novembro, em Barra do Quaraí/RS, obteve um faturamento de R$ 2,2 milhões. Os machos despontaram entre os 588 touros e ventres ofertados. A maior média de preço pago no pregão foi para os touros Braford, que fecharam com média de R$ 6,1 mil, e os Polled Hereford, que foram comercializados com uma média de R$ 4,5 mil.