Uma edição que vale por 12. A publicação destaca análises anuais dos principais setores da pecuária brasileira.

Informação com credibilidade há 17 anos!

A EDIÇÃO

Arrancada Vitoriosa

Os últimos dias da primavera e a contagem regressiva para o final do ano fazem surgir balanços, avaliações e previsões. Depois da arrancada esboçada no ano passado, 2007 confirmou as previsões e trouxe crescimento em vários setores da cadeia produtiva: remates registraram excelentes faturamentos, o mercado do leite reaqueceu, exportações continuam em franca expansão, julgamentos tiveram disputas acirradas com animais de alto nível, etc.

Os números comprovam isso. Podemos citar como exemplo o leilão da Cabanha Paineiras, que rendeu nada menos do que R$ 5,1 milhões; o preço do litro de leite pago aos produtores, que chegou à cotação de R$ 1; a previsão da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) de fechar o ano com exportações de US$ 4 bilhões ou a Expozebu, que registrou a maior quantidade de exemplares inscritos de todas as edições - 3,3 mil zebuínos. Feliz por este momento favorável, a revista AG Leilões apresenta um resumo do que ocorreu ao longo de 2007 e procura antecipar as tendências da pecuária brasileira, seja para os pecuaristas se prevenirem, seja para fazerem novos investimentos. É o Guia AG Leilões do Criador 2008, uma edição que vale por duas (a revista não circula no mês de janeiro), principalmente no que diz respeito à informação.

Mesclando assuntos tradicionais em nossas páginas, como nutrição, genética, sanidade e cruzamento, com temas em voga atualmente – gestão, legislação, confinamento, mercado da carne, mercado do couro, etc. –, o Guia funciona como uma espécie de anuário e ainda apresenta as seções Principais doenças e parasitas, Calendário de vacinação e Planejamento forrageiro, onde o leitor pode saciar dúvidas e se organizar para o ano todo, conforme a sua realidade e necessidade. Para completar, uma relação de associações e entidades do setor, produtos, serviços e endereços das principais empresas do setor.

Esperamos que nenhum dos receios levantados se confirme e que todas as expectativas positivas (até mesmo as que nem foram citadas na revista) concretizem-se, fazendo com que sejamos novamente os primeiros a receber a bandeirada quadriculada em 2008.

Boas festas e até fevereiro!