Uma edição que vale por 12. A publicação destaca análises anuais dos principais setores da pecuária brasileira.

Informação com credibilidade há 17 anos!

Touro de Ouro

 

Oito Anos Juntos

Novas surpresas marcam a Edição 2017 do Touro de Ouro, o Oscar da Pecuária Brasileira

Adilson Rodrigues e Erick Henrique

Um ar diferente pairou durante o dia 4 de novembro e não foi por conta da primavera ou das incríveis alternâncias de temperatura registradas na cidade de São Paulo. Na sede da Sociedade Rural Brasil, no histórico centro da capital paulista, ocorreu o 8º Touro de Ouro, uma premiação hoje muito aguardada pelo mercado.

Com a presença dos representantes dos principais players do segmento de criação de gado, 35 categorias foram honradas com uma estatueta bonita e personalizada que representa o quanto a empresa foi lembrada pelos pecuaristas em sua área de atuação. Como de praxe, o voto é espontâneo e só é validado se o eleitor escolher o mínimo de dez categorias.

Outro ponto alto do evento foi que a mesa de cerimônia esteve composta pelos colunistas que fazem o sucesso da atividade no Brasil, reunindo um seleto time de especialistas em diversas áreas de atuação, que se sentaram ao lado de Eduardo Hoffmann, diretor-executivo da Editora Centaurus, responsável pela Revista AG, anfitriã do evento.

Hoffmann deu as boas-vindas e passou a palavra aos demais membros da mesa antes de anunciar os contemplados, já ansiosos para tomar posse dos seus troféus.

“O Touro de Ouro chega a sua oitava edição demonstrando uma grande tradição em premiar as empresas e os produtos mais reconhecidos do mercado. A cada ano, a disputa fica mais acirrada e os vencedores fazem por merecer o seu tão cobiçado troféu. Todos os anos, o mercado mostra-se diferente e as empresas e seus produtos, assim como marketing e vendas, devem acompanhar essa dinâmica para obterem os melhores resultados. O pecuarista está cada vez mais exigente quanto à qualidade dos produtos e serviços que adquire, exigindo mais, medindo mais e, se possível, querendo pagar menos. Esse é um grande desafio para todas as empresas em todos os segmentos da pecuária. Nós da Revista AG também vivemos essa realidade. Todos os meses, a nossa valorosa equipe esforça-se para achar as melhores pautas e os melhores artigos para fornecer aos nossos assinantes, assim como procuramos ter o melhor time de articulistas do mercado”, discursa Eduardo Hoffmann.

“Se nós quisermos fazer mais com menos, precisamos usar a tecnologia e, para tanto, devemos ter conhecimento e só é possível adquiri-lo através da comunicação. Comunicação com a Imprensa, através de palestras e outros eventos. Nesse sentido, o trabalho que a Revista AG vem realizando ao longo dos anos é muito importante na formatação da pecuária do futuro. Acabo de voltar da Europa e posso dizer a vocês que o tope da tecnologia de lá é igual ao daqui, a diferença é que lá todos os produtores aplicam-na. Por esse motivo, no Brasil, 1% dos 5 milhões de produtores rurais produz metade dos alimentos do Brasil e os outros 99%, o restante. Em mais ou menos tempo, a mecanização e a automatização serão os desafios do futuro, então, é preciso sensibilizar a classe produtora. É nesse tocante que a revista tem um papel primordial”, avalia o economista Francisco Vila, diretor da SRB e colunista da seção “Na Varanda”.

“É sempre uma satisfação comemorar o aniversário de uma premiação. Sabemos, como produtores, que conhecimento nós temos e que dominamos a tecnologia para produção em clima tropical e temperado. O problema está na divulgação de toda essa expertise, e isso é possível apenas através de boa informação. Hoje, 25% do público atingido pela Scot Consultoria já são mulheres, que estão se mostrando mais engajadas no uso de tecnologia, conhecimento e informação voltados aos negócios. Parabéns pelos premiados e parabéns para a Revista AG”, congratulou Alcides de Mouras Torres, proprietário da Scot Consultoria, responsável pela coluna “Sala de Ordenha”.

“Cumprimento todos os presentes, e antes de tudo agradeço pelo convite. Neste ano completei 10 anos como colunista da Revista AG e recordo- -me perfeitamente de quando Eduardo e seu pai Hugo entraram no estande da então Lagoa da Serra, onde eu trabalhava, e acertamos a parceria para escrever uma coluna, um projeto que eu preparava para quando chegasse aos 40 anos. É uma honra muito grande e comprovei o quanto esta revista é lida no Brasil, em virtude de um tema polêmico que abordei. Parabéns pela abrangência da revista e situo como um dos principais veículos de comunicação especializados e, sem dúvida, pode chegar à liderança, sem desmerecer, claro, os demais veículos de comunicação”, relembra o zootecnista Alexandre Zadra, que assina a coluna “Caindo na Braquiária”.

“É um privilégio estar aqui com todos vocês e é gratificante saber que colaboramos para o sucesso da revista. Agradeço a honra de ser colunista e ressalto a importância de que nada vale uma recomendação bem feita a campo, se não houver produtos que atendam as necessidades dos pecuaristas. Os consultores são dependentes diretos das empresas aqui homenageadas, afinal, se nós fazemos uma avaliação, indicamos um produto e ele não atende as expectativas, o nosso trabalho não vai dar certo. Gostaria de agradecer todo o empenho e parabenizar vocês que ajudaram a pecuária a chegar ao patamar atual e tenho certeza de que o Brasil se manterá entre os líderes mundiais na produção de carne”, espera o engenheiro-agrônomo Arthur Cézar e consultor na Boviplan, responsável pela coluna “Mercado”.

“É o quinto ano que venho aqui e, fazendo um balanço, sou da safra nova de colunistas. Tem muitas coisas boas que aconteceram por participar da coluna de uma revista. Por exemplo, a convivência com vocês aqui, hoje, talvez fosse uma possibilidade que eu não tivesse de outra forma. O convívio com pessoas que leram a AG e amigos que contribuem com discussões ou assuntos interessantes também considero muito positivo. É uma satisfação pessoal muito grande participar desse time de colunistas e ter essa vivência, de escrever e emitir opiniões”, agradece o médico-veterinário Fernando Velloso, colunista de “Do Pasto ao Prato”.

NOVIDADES

Neste ano, o Touro de Ouro apresentou algumas surpresas, como a Premix retomando a premiação em Aditivo para Núcleo, Suplemento e Ração; Bayer assumindo o troféu em Antimastítico, Planejar reconquistando a premiação em Certificadora de Rastreabilidade; John Deere assumindo a ponteira na categoria Conjunto de Fenação; João Gabriel reassumindo o troféu de Leiloeiro; e a Ipacol surpreendendo em Vagão Forrageiro. Vejamos a seguir o resumo das premiações.

Aditivo para Núcleo, Suplemento e Ração

PREMIX

Fernando Avona, da Premix, é agraciado por Eduardo Hoffmann com o Touro de Ouro da categoria Aditivo para Núcleo, Suplemento e Ração

“O pecuarista está fazendo mais contas, buscando rentabilidade. Diante desse cenário, é extremamente necessário o aumento da produtividade por hectare. Nessa situação, a Premix está em uma posição confortável como parceira do criador para atingir esse objetivo, porque temos uma equipe preparada no campo para atender ao cliente, com o melhor custo-benefício em produtos, como os aditivos, premiados pela Revista AG em 2016. Ao laurear as melhores empresas do agronegócio nacional, a AG valoriza o principal setor econômico do País, que representou cerca de 23% do PIB brasileiro em 2015”, ressalta Fernando Avona, gerente de Marketing da Premix.


Sal Mineral

DSM-TORTUGA

Leandro Ferreira recebe de Alcides Torres o Touro de Ouro da categoria Sal Mineral, vencida pela DSM Tortuga

“Devido à expansão da tecnologia dos Minerais Tortuga para a América Latina, antecipamos para 2015 o investimento que era previsto para 2017, na época da aquisição, na unidade industrial de Mairinque/SP, para duplicar a capacidade produtiva das nossas plantas industriais. Inauguramos em outubro deste ano uma nova central de distribuição para atender com excelência aos clientes do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Com a nova Central na região, a capacidade de armazenagem passou de 600 toneladas para até 1.500 toneladas de produtos para os segmentos de ruminantes e monogástricos”, explica Ariel Maffi, vice-presidente de Ruminantes Brasil da DSM.


Proteinado

DSM-TORTUGA

Leandro Ferreira recebe mais um Touro de Ouro para a DSM Tortuga pela vitória na categoria Proteinado, entregue por Arthur Cézar

“Em 2016 lançamos a nova linha Bovigold, formada por 14 suplementos nutricionais com tecnologias adequadas aos seus níveis de produtividade. As novidades combinam os aditivos CRINA, RumiStar (tecnologias exclusivas da DSM) e Metionina protegida. Essas são tecnologias que, somadas aos exclusivos minerais Tortuga no nível máximo em todos os produtos da linha, elevam ainda mais a produção das vacas de alto desempenho. Só para ilustrar, o CRINA substitui os antibióticos usados na ração e permitem aos laticínios se adequarem às normas para exportação de produtos para países que proíbem o uso do antibiótico Monensina na alimentação animal”, diz o vice-presidente da DSM, Ariel Maffi.


Ração

SUPRA

Guilherme Poerner acolhe Touro de Ouro da categoria Ração para a Supra entregue por Alexandre Zadra

“A Supra, no seu 37º ano de existência, está atuando sem medir esforços, em sua nova unidade fabril de Rio Claro/SP, para atender da melhor maneira o mercado paulista, que possui uma força muito grande no País, com todos os produtos feitos através dos equipamentos de última geração que foram adquiridos na Europa e nos Estados Unidos. O nosso objetivo é sempre disponibilizar ao produtor soluções de qualidade”, descreve Guilherme Poerner, gerente Comercial da Supra.


Antibiótico

ZOETIS

Zoetis ficou com o Touro de Ouro da categoria Antibiótico, acolhido por Everton Rodolfo das mãos de Fernando Velloso

“Obviamente, essa tríplice coroa é uma sublime manifestação de reconhecimento por parte dos pecuaristas e veterinários que observam o nosso trabalho de levar informação técnica e produtos de alta qualidade que agregam valor na produtividade, para o crescimento do negócio dos nossos clientes. Ou seja, tudo isso ratifica o recebimento de três prêmios bem representativos para tecnologia da pecuária moderna brasileira”, pontua o gerente técnico Elio Moro sobre as três premiações conquistadas pela Zoetis.


Antimastítico

BAYER

Na categoria Antimastítico, Bayer ficou com o Touro de Ouro recebido por Adriana Ferrari das mãos de Francisco Vila

“O Touro de Ouro é um prêmio muito importante para a Bayer, pois nos permite mensurar que nossas soluções estão caminhando de acordo com os anseios do consumidor. Dessa maneira, ser laureado na categoria Antimastítico traz a garantia que todo nosso trabalho a campo, através dos nossos representantes e equipe de comunicação, está alinhado com o que há de mais moderno no setor, sobretudo para o produtor de leite que utiliza o Bovigam L”, destaca Adriana Ferrari, analista de Marketing da Bayer.


Carrapaticida

OUROFINO

Claudia Schmidt toma das mãos de Eduardo Hoffmann o Touro de Ouro da categoria Carrapaticida, vencida pela Ourofino

“O principal investimento da Ourofino Saúde Animal atrelado ao Touro de Ouro é o relacionamento com o produtor. Isso ocorre, essencialmente, por meio das equipes comerciais e técnica. São cerca de 200 pessoas a campo em todo o Brasil, dando suporte aos criadores, auxiliando nas práticas de aplicação dos produtos e orientando sobre as principais soluções da companhia. Essa relação ganha força com o portfólio que oferecemos. O setor de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PDI) também recebe investimentos constantes: em média, 6% do faturamento anual da companhia são investidos nesse trabalho”, define Claudia Schmidt, gerente de Marketing da Ourofino


Energéticos

VALLÉE

Marcus Cruz, da Vallée, é homenageado com o Touro de Ouro da categoria Energéticos concedido por Alcides Torres

“Em primeiro lugar, eu quero agradecer à Revista AG por organizar esta celebração da agropecuária brasileira. É muito importante ter um veículo de comunicação que apoia as indústrias de saúde animal. A Vallée recebe mais uma vez esse prêmio, na categoria de Energéticos, em virtude dos produtos líderes de mercado como Bioxan, único soro hidratante que possui dois protetores em sua formulação, e o ValléeCálcio, indicado para bovinos que estiverem com deficiência de cálcio, fósforo e magnésio”, atribui Marcus Cruz, gerente de Marketing da Vallée.


Mosquicida

OUROFINO

Claudia Schmidt, da Ourofino, retorna para ser premiada por Arthur Cézar com o Touro de Ouro da categoria Mosquicida

“A Ourofino tem como filosofia o relacionamento próximo com o produtor brasileiro, o que possibilita o real conhecimento das necessidades a campo e, assim, o desenvolvimento de produtos e serviços adequados. É dessa relação que vem o reconhecimento de nossas marcas e o sucesso dos resultados. Valorizamos os negócios dos produtores e acolhemos as demandas com muito cuidado, buscando soluções práticas e eficientes. Receber o prêmio Touro de Ouro é gratificante e reitera que estamos no caminho certo”, conclui a gerente de Marketing da Ourofino, Claudia Schmidt.


Vacinas

ZOETIS

Elio Moro recebe das mãos de Alexandre Zadra o Touro de Ouro da categoria Vacinas

“Na categoria Vacinas, nós ganhamos o Touro de Ouro por intermédio dos medicamentos reprodutivos de última geração projetados na Zoetis. Doenças reprodutivas merecem atenção redobrada na fazenda, pois afetam a concepção das vacas. Portanto, as nossas soluções previnem abortos, defeitos congênitos e todos os males causados por vírus e bactérias. Nossos produtos combatem possíveis invasores como rinotraqueíte infecciosa bovina (IBR), parainfluenza tipo 3 (PI3) e a diarreia viral bovina (BVD)”, explica o gerente técnico da Zoetis, Elio Moro.


Vacina Aftosa

MERIAL

Paulo Colla, da Merial, vence o Touro de Ouro da categoria Vacina Aftosa, entregue por Eduardo Hoffmann

“A Merial tem muito orgulho de participar mais uma vez dessa premiação que é muito importante para o bom andamento e evolução dos negócios da empresa, tendo em vista que, quem nos escolheu, foram os próprios pecuaristas que utilizam nossos medicamentos em suas propriedades. Isso se reflete diretamente nos investimentos e planejamento para tornar a empresa cada vez melhor, contribuindo efetivamente para o aumento da produtividade da pecuária nacional”, afirma Paulo Colla, gerente de Trade e Demanda da Merial.


Vermífugo

MERIAL

Pedro Bacco é homenageado por Alcides Torres com Touro de Ouro da categoria Vermífugo, liderada pela Merial

“Mais uma vez a Merial foi vencedora na categoria “Vermífugo”, com o endectocida Ivomec, produto inovador e líder de mercado há mais de três décadas. A empresa é líder indiscutível no segmento de antiparasitários. Um diferencial único é a oferta de produtos específicos para as distintas necessidades dos pecuaristas, oferecendo sempre as melhores opções de antihelmínticos por categoria animal. Há dois anos, lançamos Eprinex, com zero dia de período de carência para carne e leite e, neste ano, estamos trazendo LongRange ao Brasil. Também é importante destacar o amplo portfólio de Endectocidas, Ectoparasiticidas e produtos injetáveis e pour-on com carência zero”, elenca o diretor de Grandes Animais da Merial, Pedro Bacco.


Dispositivos para IATF

ZOETIS

Elio Moro, pela Zoetis, é prestigiado mais uma vez com o Touro de Ouro da categoria Dispositivos para IATF

“A Zoetis figura-se entre os grandes players desse mercado de dispositivos para Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IAFT), visando sempre aumentar a eficiência reprodutiva do rebanho brasileiro. Para seguir nesse caminho, nós firmamos diversas parcerias com universidades, também promovemos diversas ações com a própria equipe técnica da empresa, além de investir em recursos humanos e financeiros para desenvolver tanto o mercado de IAFT quanto o setor de antibióticos, entre outros departamentos que auxiliam a produtividade das fazendas de corte e leite”, conclui Elio Moro, da Zoetis.


Empresa de TE e FIV

IN VITRO BRASIL

“Para 2017, a expectativa é que o mercado de exportação de embriões tenha uma grande alta. A IVB tem trabalhado em conjunto com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) com o objetivo de viabilizar o protocolo de exportação para diversos países e, até o momento, tem obtido êxito em inúmeras tentativas. Após a aprovação de protocolo para países da América Latina e África, existe a possibilidade de, no curto prazo, serem aprovados acordos sanitários para a América do Norte e Europa. Tudo isso nos deixa empolgados com as oportunidades de mercado que podem surgir”, avalia Matheus Oliveira, do Departamento de Marketing da In Vitro Brasil.


Estimuladores de Cio

MSD

Na categoria Estimuladores de Cio, Henderson Ayres acolhe o Touro de Ouro da MSD presenteado por Fernando Velloso

“Vencer o Touro de Ouro nesta categoria é muito importante para nós da MSD, porque consagra a força da marca e das nossas tecnologias. O estimulador de cio, o Ciosin, que trouxe tal conquista, é pioneiro no mercado, criado em 1976, e desde então líder na pecuária. Esse produto é reconhecido pelo seu potencial de ação tanto para os veterinários quanto aos produtores. No conjunto da obra, a companhia investe maciçamente no desenvolvimento e na pesquisa de novas soluções, tendo em vista que 40% do nosso faturamento retornam para os setores mencionados”, resume Henderson Ayres, consultor de Pecuária da MSD.


Empresa de Inseminação Artificial

CRV LAGOA

Luís Adriano Teixeira, da CRV Lagoa, é contemplado na categoria Empresa de Inseminação Artificial, entregue por Francisco Vila

“Nós da CRV Lagoa estamos muito honrados em receber esta importante premiação mais uma vez e trabalharemos para ganhar outros troféus novamente. Para isso acontecer, investimos em diversas frentes, como capacitação da nossa equipe de consultores e colaboradores de campo, novos equipamentos e, principalmente, nos produtos e serviços que oferecemos, como os programas PAINT, Gestor Leite, Ovalert, CP CRV Lagoa, entre outros. Nossa política é focar nas necessidades dos clientes e oferecer produtos e serviços eficazes para o rebanho, que é a base de toda a fazenda, e, assim, fazer a diferença no seu negócio”, resume Luís Adriano Teixeira, gerente de Vendas e Marketing da CRV Lagoa.


Assessoria Genética

FF VELLOSO E DIMAS ROCHA

Desta vez Fernando Velloso subiu ao palanque por conquistar o Touro de Ouro da categoria Assessoria Genética, concedido por Alexandre Zadra

“O nosso trabalho é baseado em prestação de serviços. Ou seja, o que nós fazemos é orientar os criadores na área de genética para produção, seleção e comercialização de reprodutores taurinos e sintéticos. E para aquele que não é produtor de genética, nós realizamos um trabalho de compra técnica de touros. A gente nota que a procura vem crescendo gradativamente e o Touro de Ouro é reflexo de como tem surtido efeito todo nosso esforço. Também credito parte dessa conquista à coluna mensal na AG, sendo um canal de comunicação com os criadores, na qual acredito que os mesmos estão validando nosso tipo de abordagem e conteúdo”, entende Fernando Velloso, sócio-proprietário da FF Velloso & Dimas Rocha.


Certificadora de Rastreabilidade

PLANEJAR

A Planejar, de Aécio Flores, ficou com o Touro de Ouro da categoria Certificadora de Rastreabilidade, laureada por Eduardo Hoffmann

“Esse triunfo é proveniente de muito empenho dos nossos colaboradores, através do relacionamento com os clientes da Planejar. Há uma sinergia envolvida na equipe, sobretudo, direcionada ao bom atendimento, prestando um serviço em que o pecuarista confie e recomende para seus amigos produtores, principalmente, quando surge o assunto certificação de rastreabilidade e Sisbov. Assim sendo, nós gostamos de ser a referência no mercado e a prova disso é o heptacampeonato no Touro de Ouro, que a empresa leva para casa”, observa Aécio Flores, diretor-executivo da Planejar.


Empresa Leiloeira

PROGRAMA

João Gabriel representa a Programa Leilões, vencedora da categoria Empresa Leiloeira, laureada por Alcides Torres

“Receber o prêmio Touro de Ouro, pela tradição e referência que tem, é obter o reconhecimento do mercado e da pecuária brasileira de que estamos no caminho certo. É a resposta de que nossos esforços estão gerando resultados para os criadores e para a pecuária brasileira. Não há segredo, o reconhecimento vem com o trabalho sério do dia a dia. Estamos todos os dias ao lado dos pecuaristas, seja nos leilões presenciais ou pelas lentes dos principais canais do agronegócio, trabalhando para que os criadores, compradores e vendedores realizem sempre o melhor negócio”, observa Paulo Horto, proprietário da Programa Leilões.


Leiloeiro

JOÃO GABRIEL

João Gabriel retornou ao palanque para receber de Arthur Cézar seu Touro de Ouro da categoria Leiloeiro

“Ano passado, quem levou a estatueta foi meu amigo Adriano Barbosa, por uma diferença mínima, algo que me motivou a trabalhar muito mais em 2016. Agora estou aqui muito feliz por levar para casa o sétimo Touro de Ouro. Para nós, profissionais do agronegócio, é fantástica essa iniciativa que a Revista AG tem de premiar aqueles que mais se dedicaram no decorrer do ano. Aliás, em 2016, completo 40 anos de martelo, por isso, desejo, em breve, celebrar essa longa trajetória, divulgando várias histórias, conquistas e amizades que solidificaram minha carreira, como forma de reverenciar a pecuária brasileira”, antecipa o leiloeiro João Gabriel.


Frigorífico

JBS

Leandro Attie recebe de Francisco Vila o Touro de Ouro da categoria Frigorífico para o JBS

“É uma satisfação enorme representar o Grupo JBS em mais uma conquista do Touro de Ouro. Gostaria também de ressaltar o reconhecimento de toda cadeia produtiva que votou na companhia. Tudo isso é fruto do trabalho em conjunto, e nós agradecemos à Revista AG por prestar essa bonita homenagem. A nossa meta é construir uma bovinocultura cada vez mais forte juntamente com o pecuarista, através de algumas ações que irão aumentar a produtividade do campo, e, com isso, todos ganham”, salienta Leandro Attie Testa, diretor de Novos Canais de Originação da JBS.


Arame

BELGO BEKAERT ARAMES

Gustavo Nogueira exibe Touro de Ouro da categoria Arame conquistado pela Belgo Bekaert

“A Belgo vem investindo sobremaneira na proximidade com o consumidor final e o Touro de Ouro é, sem sombra de dúvidas, o reflexo de nossas ações. A empresa também investiu no reforço da marca, assistência técnica e proximidade com o cliente e consumidores finais nestes últimos anos. Ademais, essa iniciativa da Revista AG ajuda-nos a verificar nossa posição no mercado e direcionar nossas ações. Nossas novidades para 2017 serão pautadas na proximidade, diferenciação e inovação, levando soluções para o homem do campo”, noticia Gustavo Nogueira, gerente de Negócios Agro da Belgo Bekaert.


Balança

TRU-TEST

Alcides Torres concede Touro de Ouro da categoria Balança a Marcos Bayer, da Tru-Test

“A Tru-Test é uma empresa neozelandesa que está presente no Brasil há 20 anos, e sempre reconhecida pelos criadores que nos colocaram mais uma vez no podium do segmento de balanças. Sobre esse produto, a companhia tem alguns lançamentos como a série 5000, que está na quinta família desenvolvida no País, com muitos recursos a serem incorporados pela pecuária. É importante salientar que as tecnologias de balanças desenvolvidas pela empresa em solo brasileiro estão dentro do esperado pela matriz da Nova Zelândia. Hoje, existem as novas ferramentas de tronco/balança, sendo um instrumento conceituado mundialmente, especialmente por causa da automação, em que se tem um equipamento voltado para plena gestão da bovinocultura”, diz Marcos Bayer, gerente de Produtos – Pesagem Eletrônica da Tru-Test.


Brincos

ALLFLEX

Welton Oliveira comemora o Touro de Ouro da categoria Brincos conquistada pela Allflex

“A empresa está sempre antenada em satisfazer as exigências de seus clientes. Tamanho engajamento, em 2016, foi condecorado pelo produtor com o oitavo prêmio consecutivo na categoria Brincos. Atualmente, a Allflex detém 80% do mercado mundial de identificação, lembrando que se trata de uma instituição francesa fundada há 70 anos, a serviço da cadeia produtiva, oferecendo uma linha completa de tecnologias que vão desde microchips até os brincos visuais, mais conhecidos pelos criadores. Decerto, a nossa companhia é a que mais investe em pesquisa e desenvolvimento de produtos em nível global”, afirma Welton Oliveira, gerente de Grandes Contas da Allflex.


Cerca Elétrica

SPEEDRITE

Ernesto Coser Netto recebe de Fernando Velloso o Touro de Ouro da categoria Cerca Elétrica para a Speedrite

“A gente tem muito trabalho a ser feito no Brasil. Isso torna desafiador esse papel que a empresa tem desempenhado para trazer informações de qualidade e produtos aos criadores. Porém, ao mesmo tempo, é gratificante saber que no final das contas, há reconhecimento pelo mercado bem como dos leitores da AG. A Tru-Test é líder mundial no segmento de cercas elétricas e balanças, estando presente em mais de 120 países. Essa presença maciça no mundo mostra a qualidade inquestionável dos nossos produtos”, assinala Ernesto Coser Netto, gerente comercial da Tru-Test Brasil.


Cocho

PRÁTICO DE GARÇA

Gabriel Alberto Kerbauy, da Prático de Garça, recebe das mãos de Alexandre Zadra o Touro de Ouro da categoria Cocho

“Para nós da Prático de Garça, é uma imensa satisfação receber o Touro de Ouro. Uma vez que disponibilizamos produtos eficientes e tecnológicos que trarão ótimos resultados para o homem do campo. Por isso, somos lembrados pela qualidade de nossos serviços. Aliás, no próximo ano, estaremos lançando uma nova linha de Comedouros para suplementação de bovinos, equinos, bubalinos e ovinos porque queremos colocar no mercado tecnologias que irão inovar os manejos dentro das propriedades, com praticidade e rentabilidade para os processos de produção a campo”, projeta Gabriel Alberto Kerbauy, diretor-executivo da Prático de Garça.


Ordenhadeira

DELAVAL

Tatianna Dalossi, representando a DeLaval, recebe de Francisco Vila o Touro de Ouro da categoria Ordenhadeira

“A DeLaval é reconhecida mundialmente por sua expertise na produção de leite, sempre apresentando as maiores inovações no setor, com o intuito de tornar o negócio do produtor cada vez mais rentável. Acreditamos que o produtor reconhece e confia nessa tradição da empresa, que possui mais de 130 anos no mercado. Há dois anos a companhia inaugurou sua fábrica de químicos em Jaguariúna/SP, uma das mais modernas do mundo. Nós investimos no desenvolvimento de tecnologias para a sala de ordenha como, por exemplo, o lançamento do TSR – Teat Spray Robot que foi apresentado na última Agroleite - solução robotizada para aplicação de dips em ordenhadeiras rotatórias”, diz Raquel Gonzaga de Oliveira, gerente de Marketing da DeLaval.


Herbicida para Pastagem

DOW AGROSCIENCES

Felipe Daltro, da Dow Agrosciences, é prestigiado por Eduardo Hoffmann com o Touro de Ouro da categoria Herbicidas para Pastagem

“É uma honra estar recebendo essa premiação. Nós da Dow consideramos o Touro de Ouro como o Oscar da Pecuária. Acredito que esse prêmio venha, por mais um ano, coroar o excelente trabalho que estamos desempenhando a campo. Posto que o ano de 2016 foi incrível para companhia na área de pastagens, com crescimento fora do comum, devido à implementação de novos produtos que aqueceram as comercializações desses itens por parte dos pecuaristas”, frisa Felipe Daltro, gerente de Marketing da Linha de Pastagem da Dow Agrosciences.


Sementes de Pastagens

MATSUDA

Marco Aurélio Pádua é laureado por Eduardo Hoffmann com o Touro de Ouro da categoria Sementes de Pastagem pela Matsuda

“Novamente, a empresa foi agraciada pelos produtores e leitores da AG. Isso mostra que a empresa vem atendendo as demandas dos nossos clientes. Só para ilustrar, nesses últimos anos, a Matsuda lançou quatro cultivares forrageiros, levando em consideração as características de cada região brasileira. Então, para regiões secas, com solos mais pobres, lançamos o Andropogon, já para áreas úmidas, desenvolvemos a cultivar de Setária, enquanto para solos de alta fertilidade, nós produzimos o Panicum Maximum, chamado de Paredão, e fechando com uma Brachiaria brizantha para solos de média e alta fertilidade. Portanto, essas variedades citadas respeitam as peculiaridades de cada fazenda”, conclui Marco Aurélio Pádua, engenheiro-agrônomo da Matsuda.


Tronco/Brete

COIMMA

Eduardo Pereira mostra o Touro de Ouro da categoria Tronco/Brete da Coimma entregue por Alcides Torres

“A Coimma é uma das empresas com maior tradição na pecuária. Desde o início, utilizamos as melhores matérias-primas para fabricar nossos produtos, ou seja, garantimos que nossos equipamentos tenham qualidade e resistência para suportar a demanda dos pecuaristas. Sempre estivemos ao lado dos clientes e damos o suporte necessário para que o produto funcione por toda sua vida útil. Tudo isso contribui para, por mais uma vez, a Coimma conquistar o Touro de Ouro. Além disso, mesmo com o mercado em crise, a empresa não deixou de acreditar na sua capacidade de produzir os melhores equipamentos para manejo bovino. Em 2016, lançamos diversos produtos, dentre eles: o Megatron (um tronco de contenção hidráulico de última geração); o Tronco Sertanejo (um tronco voltado para o pequeno produtor); e a KM3-Plus (balança eletrônica intuitiva, com tela touch-screen e diversas funções para facilitar o gerenciamento do rebanho”, avalia José Otacílio da Silveira, diretor Comercial.


Colhedora de Forragem

JF Máquinas

JF conquista o Touro de Ouro da categoria Colhedora de Forragem. Celso Trevensoli acolhe o troféu das mãos de Arthur Cézar

“Mesmo nesse cenário econômico desafiador, a JF Máquinas manteve a política de investimento em infraestrutura, maquinários de alta tecnologia, pesquisa e desenvolvimento, tanto no que diz respeito a desenvolvimento de produtos como de soluções estratégias e comunicação. A empresa continuará investindo alto em recursos humanos qualificados e soluções sustentáveis. Além disso, em um momento crítico, no qual muitos falam e escrevem o que querem, sem nenhuma responsabilidade, ter uma premiação feita por uma revista de tamanho prestígio como a AG ajuda o produtor a ver realmente quais são as marcas que se diferenciam no agronegócio nacional”, declara Celso Trevensoli, gerente de Vendas da JF Máquinas.


Conjunto de Fenação

JOHN DEERE

João Pontes recebe das mãos de Fernando Velloso o Touro de Ouro da Categoria Conjunto de Fenação pela John Deere

“Acreditamos que investir em soluções nos fez conquistar a premiação. No último ano, os investimentos mais importantes realizados no Brasil foram US$ 40 milhões na nacionalização dos tratores de grande porte da Série 8R, na fábrica de Montenegro/ RS; US$ 13 milhões na ampliação do Centro de Distribuição de Peças, em Campinas/SP; e R$ 80 milhões na nacionalização dos tratores de esteira em Indaiatuba/SP, que são máquinas da linha de construção, mas que podem também ser aplicadas no campo. Portanto, figurar entre as empresas contempladas pelo Touro de Ouro, mostra-nos que estamos alinhados com as necessidades e perspectivas dos produtores”, esclarece João Pontes, diretor de Planejamento Estratégico da John Deere.


Distribuidor/Misturador para Silagem e Ração

CASALE

Mario Casale comemora mais um Touro de Ouro da Casale na categoria Distribuidor/Misturador para Silagem e Ração, concedido por Eduardo Hoffmann

“São 52 anos dedicados ao desenvolvimento de soluções para a lida diária das fazendas, sejam elas de corte ou leite. Assim, decidimos investir em uma nova linha de máquinas para otimizar a suplementação a pasto. Hoje, temos uma linha completa de distribuidores de ração e proteico-energético no pasto, com equipamentos de diversos tamanhos: desde o recém-lançado Feeder 20 SC, com capacidade de cerca de 1.400 kg, ao Feeder 200 SC, com capacidade para 14.000 kg. Portanto, acredito que o Touro de Ouro organizado pela Revista AG é uma forma de celebrar junto ao pecuarista as benesses realizadas ao longo do ano”, comemora Mario Casale Neto, diretor Comercial e Marketing da Casale.


Vagão Forrageiro

IPACOL MÁQUINAS AGRÍCOLAS

Décio Schwingel fica feliz com o Touro de Ouro da categoria Vagão Forrageiro, vencida pela Ipacol e entregue por Alexandre Zadra

“É gratificante receber um prêmio como este. O Touro de Ouro é muito prestigiado na cadeia produtiva pecuária e essa é a primeira vez que a Ipacol foi reconhecida pelos leitores da Revista AG, que votaram na empresa, algo que nos deixa bastante entusiasmados em oferecer a cada dia produtos de qualidade aos pecuaristas brasileiros. A empresa possui diversos modelos de vagão forrageiro, que facilitam o trabalho do produtor, devido a sua robustez, facilidade de operação e baixo custo de manutenção”, lembra Décio Schwingel, gerente Comercial da Ipacol.


Seringas/Pistolas

HÖPPNER

“A Höppner está no mercado desde 1946, sempre com produtos de qualidade e de alta performance, que dão tranquilidade ao produtor, além disso, mantemos estoque de todas as peças de reposição para pronta entrega, permitindo assim que o pecuarista não fique com as pistolas de vacinação paradas. Os investimentos, nos últimos anos, foram na parte produtiva, na qual matéria-prima, processos produtivos e novas máquinas puderam diminuir o tempo de produção e montagem, melhorando a qualidade, não somente das pistolas, bem como de todos os produtos da companhia”, declara Roberto Fontana, diretor geral de Aparelhos Veterinários Höppner.


Time de colunistas da AG

Fernando Velloso, Alcides Torres, Eduardo Hoffmann, Francisco Vila, Arthur Cézar e Alexandre Zadra

A Revista AG agradece a todos os leitores que participaram da votação do

Touro de Ouro e fizeram esta premiação possível e tão prestigiada.