Uma edição que vale por 12. A publicação destaca análises anuais dos principais setores da pecuária brasileira.

Informação com credibilidade há 17 anos!

A Edição

Um ótimo ano

Como de praxe o ano passou rápido, apesar do dia ainda possuir 24 horas. Parece que o recesso de 2009/2010 foi ontem e agora já nos preparamos para mais uma virada e começamos, assim, a saudar 2011. Culpa desse grande fluxo de informação do mundo globalizado. Estamos perdendo a noção do tempo. É um fator preocupante, pois este dinamismo, o ritmo frenético, pode nos fazer perder o fio da meada. No começo de 2010, por exemplo, ainda se discutia se a arroba do boi atingiria o espetacular teto de R$ 100, como ocorrido no período anterior.

O ano não começou com tanta chuva e logo os confinamentos, ainda se recuperando dos resquícios da crise econômica, projetavam queda no número do rebanho arraçoado. O tempo passou e a seca nas áreas produtoras se mostrou. A entressafra chegou e quem tinha boi pronto para abate (e pasto) segurou um pouco mais, com vista a faturar um trocado mais. Foi quando o boi gordo chegou a bater os R$ 113,00 em algumas praças. Quem conseguiu aproveitar se deu bem. Mas, fica a dúvida se 2011 será da mesma forma. Para o confinamento mesmo, o termo atípico tornouse uma definição nos últimos anos.

Neste ano, o mesmo se viu no mercado do leite. Um susto quando o período de safra apresentou preço de entressafra e preço de safra na entressafra. Uma loucura, não? Para melhor ajudar a preparar o produtor de carne e de leite, ou, ao menos, dar pistas do que pode estar por vir, o Guia do Criador, da Revista AG, propôs-se a ouvir pesquisadores, consultores, especialistas, empresas e produtores, que se arriscaram a traçar alguma tendência ou indicar algum caminho. O resultado foi um material bastante rico, que certamente servirá como base de pesquisa durante todo o ano de 2011.

Nestas páginas do Guia do Criador, o leitor conta com matérias setoriais dos mercados de corte, leite, bezerro, touros, reprodução, confinamento, nutrição, abate de fêmeas, tendências da bovinocultura, entre muitos outros balanços. Assim, temos definida a primeira parte da publicação. A segunda é conteúdo convencional da Revista AG, com as colunas e as matérias técnicas de praxe. Destaque para os resultados do Touro de Ouro, homenagem da revista às empresas e aos profissionais mais lembrados em diversos elos da pecuária bovina. O prêmio se consolida e mostra que terá vida longa, assim como já ocorre com o The Best, reconhecimento da revista aos criadores de gado de corte, leite, ovinos e equinos.

Não deixe de acompanhar também a relação das doenças economicamente importantes, bem como o calendário de vacinação, além do planejamento forrageiro para 2011. São informações preciosas para um bom planejamento. Isso e muito mais está presente no Guia do Criador.

Boa leitura!