A Granja do Ano – 34 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Laranja

Lavoura doce

Laranja

A produção brasileira de laranja 2017/18 é a quarta maior dos últimos 30 anos – 62% acima da anterior –, com produtividade de 1.033 caixas/hectare (ante 634). E o mercado na temporada foi favorável, visto os estragos do furacão Irma na safra dos concorrentes norte-americanos, o que levou as exportações brasileiras a crescerem 29%

Leonardo Gottems

Aprodução de laranja colhida no Brasil nos últimos anos não tem sido nem um pouco ácida. Pelo contrário, os citricultores estão enchendo as caixas com safras recordes ano após ano. Essa oferta, no entanto, deve sofrer uma baixa devido a algumas doenças conhecidas dos Citrus BR produtores, bem como a práticas comerciais que provocam polêmica. No ciclo 2017/18, por exemplo, o cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo/Sudoeste Mineiros – maior produtor da fruta no mundo – registrou uma produção de 398,35 milhões de caixas de 40,8 quilos. De acordo com Vinicius Trombin, coordenador da Pesquisa de Estimativa de Safra do Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), a produção é a quarta maior registrada nos últimos 30 anos, 62% a mais do que o obtido em 2016/17 (245,31 milhões de caixas) e 25% acima da média dos últimos dez anos. Mais especificamente, foram colhidas 1.033 caixas por hectare, ante 634 no ano anterior.

Para Trobin, as chuvas abundantes – de aproximadamente 1.373 milímetros de média mensal em todas as regiões produtoras – foram determinantes para a alta histórica da produção, aumentando consideravelmente o peso médio dos frutos para 166 gramas. “As laranjeiras, que haviam sido menos exigidas em função da baixa produção no ciclo anterior, desfrutaram das condições climáticas ideais para o florescimento, que aconteceu a partir de agosto de 2016, resultando em uma alt...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante desta revista, clique Aqui e Assine Agora!