A Granja do Ano – 34 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Hortaliças

Tempos pouco saudáveis

Hortaliças

O segmento de hortaliças também foi atingido pela crise econômica, que provocou queda na renda doméstica do trabalhador. Em 2017, a área plantada com hortaliças encolheu 8% ante 2016, ao mesmo tempo em que o faturamento do produtor caiu 4%

Thais D’Avila

A crise econômica brasileira atingiu em cheio os produtores de hortaliças. Com a redução da renda familiar provocada pelo desemprego, muitas famílias trocaram o valor investido nessa categoria de produtos por algum tipo de carne ou macarrão. “Um quilo de algumas hortaliças varia de R$ 3 a R$ 6. Com esse valor, as pessoas optam por outros produtos que dão mais volume na alimentação”, Leandro Mariani Mittmann explica o chefe-geral da Embrapa Hortaliças, Warley Nascimento. Conforme o diretor-executivo da Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (ABCSem), Marcelo Pacotte, em 2017, houve uma queda de 8% na área plantada em relação ao ano anterior (2016). Já o faturamento encolheu em 4%. “É uma crise duradoura, não acaba. É um problema em cima do outro. E a instabilidade política só contribui para esse ambiente”, lamenta. Pacotte afirma que o início de 2018 chegou a apresentar um suspiro, com algumas empresas exibindo resultados interessantes. “Mas o mercado ainda está difícil.”

Além da redução de área registrada pela ABCSem, o chefe- -geral da Embrapa Hortaliças acredita que o produtor investiu menos na tecnologia e nos cuidados com as plantações. “Vendo a redução no consumo, ele não está insistindo. Ou plantou menos, ou não cuidou tanto. Deixou de colocar a dose certa de adubo, fez um trato cultural ou pulverização a menos. E, em consequência, teve uma produção menor”, analisa Nascimento. A falta de empenho do produtor, entretanto, não tem a ver som...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante desta revista, clique Aqui e Assine Agora!