A Granja do Ano – 33 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Florestas

O potencial está nos portos

Florestas

Devido a uma série de vantagens competitivas, o Brasil é um dos únicos países com potencial para atender a futura demanda mundial por subprodutos florestais como a celulose. Nos primeiros cinco meses de 2017, as exportações aumentaram 3,2%

A crise econômica brasileira passou ao largo do setor de árvores plantadas no período de janeiro a maio de 2017. No período, o saldo da balança comercial do segmento atingiu US$ 2,881 bilhões, representando uma alta de 4,9% em relação ao mesmo período de 2016 (US$ 2,746 bilhões). No acumulado do ano, as exportações geraram US$ 3,3 bilhões, 3,2% acima do registrado Gleison Rezende-Ibá no período anterior. De acordo com a presidente executiva da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), Elizabeth de Carvalhaes, esse desempenho justifica-se porque o Brasil detém a liderança mundial em produtividade florestal com aproximadamente 36 metros cúbicos por hectare ao ano, 24% maior que a segunda colocada, a China, e 260% a mais que a dos Estados Unidos. E o ciclo de plantio e colheita no Brasil está entre seis e sete anos, enquanto no Chile, por exemplo, é de cerca de 20 anos.

Diversos fatores globais justificam o potencial de crescimento do setor de florestas plantadas, de onde provêm diversos produtos, como o papel e a celulose. De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), até 2050 a população mundial atingirá 9,1 bilhões de pessoas, que consumirão três vezes mais produtos provenientes da madeira, exigindo 250 milhões de hectares adicionais de florestas plantadas. Essa área equivale à soma dos territórios de Alemanha, Espanha, Finlândia, França, Itália e Noruega. “Por meio da produção 100% sustentável da indústria de árvores plantadas, o nosso País é um do...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante desta revista, clique Aqui e Assine Agora!