A Granja do Ano – 33 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Destaques - Sementes

Insumo que armazena TECNOLOGIA

Com centros de pesquisa de Norte a Sul do País, a DuPont Pioneer oferece ao produtor sementes de genética superior


DuPont do Brasil S.A. - Divisão Pioneer Sementes

• Sede: Santa Cruz do Sul/RS
• Unidades: 3 de milho e 2 de soja
• Número de funcionários: 1.076
• Estações de pesquisa: 6 de milho e 4 de soja


A Granja do Ano — Quais as principais estratégias da DuPont Pioneer para manter o crescimento nesses mais de 40 anos de atuação no Brasil?

Jair A. Swarowsky - Prestes a completar 45 anos de Brasil no próximo ano, a DuPont Pioneer atribui como grandes diferenciais da sua marca a genética superior de seus produtos, as melhores tecnologias do mercado e a força do seu suporte técnico no campo.

Seguindo sempre seus valores corporativos de ética, segurança, respeito às pessoas e ao meio ambiente, a empresa trabalha com a missão de compartilhar com o agricultor brasileiro os melhores produtos e informações técnicas. No início da nossa operação, na década de 1970, a agricultura tinha outra característica no Brasil, com produtividades baixas e incertas. Atualmente, observamos um grande avanço trazido pela adoção de tecnologias. A DuPont Pioneer vem acompanhando essas mudanças, desenvolvendo e trazendo ao mercado híbridos e cultivares mais estáveis, adaptadas e mais produtivas para atender as necessidades dos agricultores.

Quais são as mais recentes novidades tecnológicas das sementes desenvolvidas pela empresa no mercado brasileiro?

Buscando atender as necessidades dos produtores de milho, na safra 2015/ 2016 a DuPont Pioneer passou a comercializar seus híbridos de milho com a tecnologia Leptra de proteção contra insetos. A tecnologia Leptra, associada ao Tratamento de Sementes Industrial com o inseticida Dermacor, trouxe inúmeros benefícios aos produtores, como o controle adicional sobre a principal praga do milho, Spodoptera frugiperda, nas fases iniciais da lavoura.

Com essa inovação, a DuPont Pioneer passou a ser a única empresa de sementes do mercado a oferecer essa combinação de traits. Já na soja, destacamos as variedades de soja tolerantes aos nematoides do cisto indicadas para o Brasil Central, bem como as cultivares superprecoces para o Sul do Brasil, estas últimas fruto do programa de melhoramento desenvolvido pela nossa mais nova estação de pesquisa em Guarapuava/PR.

Essas cultivares permitem, para uma mesma data de plantio, que o produtor consiga colher a soja antes, plantando a safrinha de milho logo na sequência. Dados comprovam que, para cada dia de atraso no plantio de milho safrinha, perde-se em média uma saca de milho por hectare de produtividade.

Quais novidades a DuPont Pioneer projeta para os produtores brasileiros na safra 2016/2017?

Para a safra 2016/17, estamos propondo um trabalho comercial mais próximo ao agricultor para lhe oferecer melhores produtos e serviços, incluindo entrega em tempo mais adequado e um atendimento e relacionamento diferenciado. Acreditamos que estar mais próximo dos nossos clientes é o caminho para poder oferecer soluções mais customizadas, tomar decisões mais assertivas e alcançar melhores resultados. A DuPont Pioneer anuncia o lançamento comercial da tecnologia Intacta RR2 PRO para a safra 2016/17.

Jair A. Swarowsky é vice-presidente da DuPont Pioneer

O lançamento das cultivares de soja marca Pioneer com o gene Bt era um anseio dos nossos clientes e nos permitirá ofertar produtos mais seguros e produtivos. Para o milho, a empresa segue apostando nos seus híbridos de milho com a tecnologia Leptra, os quais oferecem ao produtor o maior espectro no controle das principais pragas do milho.

De que formas a empresa trabalha para atender as demandas das diferentes condições de cultivo encontradas no Brasil?

A DuPont Pioneer possui hoje centros de pesquisa distribuídos de Sul a Norte do Brasil. A empresa conta também com vários locais remotos para a condução de ensaios, totalizando 11 projetos de pesquisa em andamento. Essa abrangência visa à otimização da melhor amostragem possível com relação a tipo de solo, clima, altitude e latitude, fatores primordiais no processo de melhoramento.

Nossos materiais são testados também em várias áreas similares às nossas condições ao redor do mundo, com trabalhos em conjunto com outros países da América Latina, EUA, Tailândia e África do Sul. Hoje, mesmo diante de todos os avanços nas áreas de biotecnologia e genômica, a caracterização precisa dos materiais, englobando o maior número de ambientes, é uma condição crítica para a seleção do melhor produto, assim como a tolerância às principais pragas e doenças.