A Granja do Ano – 33 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Caminhões

Tecnologia EXTRAPESADA

O agronegócio é responsável pelo maior volume de vendas dos modelos TGX da Man Latin America

A Granja do Ano — Pouco mais de dois anos após o lançamento dos caminhões extrapesados TGX da Man Latin America, como tem sido a aceitação nos segmentos que atendem o agronegócio?

Ricardo Alouche - O segmento do agronegócio representa o maior volume de vendas de caminhões extrapesados no mercado brasileiro e os modelos TGX estão se destacando nas principais regiões produtoras de grãos do País. A aceitação dos cavalos mecânicos Man TGX tem sido cada vez melhor. A cada mês temos vendido volumes cada vez mais consistentes. Os proprietários mostram-se satisfeitos principalmente em termos de produtividade, conseguida através da robustez do conjunto e da economia de combustível; e os motoristas, satisfeitos pelo conforto da cabine e dirigibilidade que o TGX proporciona.

O que a linha TGX oferece em diferenciais no competitivo mercado brasileiro de caminhões?

Os cavalos mecânicos TGX possuem a cabine de série com maior espaço do mercado, excelente nível de conforto da suspensão da cabine e transmissão automatizada de 16 marchas, garantindo elevado nível de conforto na operação. Aliado a esses itens, o motor de 440 cavalos de potência com alto torque plano em uma ampla faixa de rotações proporciona menor necessidade de trocas de marchas, aumentando a velocidade média e reduzindo o consumo de combustível. Outro destaque dos caminhões TGX é a robustez do produto que opera em situações de extrema dificuldade sem grandes problemas, superando as expectativas dos clientes mais exigentes.

No agronegócio, qual é o perfil dos principais clientes dos caminhões da Man? Em que segmentos atuam?

Os clientes dos caminhões Man voltados ao agronegócio são muito exigentes e para atender a grande demanda de escoamento da safra em um curto espaço de tempo, necessitam veículos com maior resistência, potentes, com conforto, grande capacidade de carga e com baixo consumo de combustível. Os principais segmentos atendidos pelos caminhões Man são o transporte de grãos (soja, milho, etc.), plumas de algodão e também os combustíveis para movimentar as máquinas das fazendas.

Na visão de uma montadora de caminhões, o que deveria ser feito para melhorar a infraestrutura de transporte e logística que tanto comprometem os diferentes segmentos do agronegócio?

Como todos nós já sabemos, o mercado de caminhões assumiu um novo patamar de volume de vendas no Brasil, chegando a 171,2 mil unidades em 2011 (recorde histórico), com isso, a infraestrutura rodoviária e portuária ficou ainda mais deficitária, é preciso que os investimentos, tanto do Governo como de iniciativa privada, continuem para ampliar o poder de armazenagem com implantação em ampliação nas diversas regiões brasileiras, de transporte rodoviário, ampliando e melhorando a malha viária, e nesse quesito temos muito a melhorar, e ampliando e modernizando os portos brasileiros para que o escoamento da produção agrícola possa chegar mais rápido, com menor custo e com maior qualidade ao destino final.

Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da Man Latin America