A Granja do Ano – 34 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Saúde Animal

Rebanho muito bem cuidado

Trabalho da Merial está voltado para o crescimento sustentável da pecuária brasileira

A Granja do Ano - Como está sendo o ano de 2013 para a Merial e para o mercado de produtos veterinários voltados para a pecuária?

Marcelo Bulman — Costuma-se dizer que os números não mentem. Mas também podem não dizer toda a verdade. Este é o caso dos indicadores de desempenho do setor de produtos veterinários no Brasil neste primeiro semestre. O mercado cresceu em torno de 7%, índice que todos concordariam em qualificar como "bom". Mas um olhar mais atento mostrará que não é bem assim. O indicador global está inflado pelo vigoroso crescimento do setor de animais de companhia, que, embalado pelos consumidores da nova classe média, vem evoluindo ao ritmo de 20% ao ano. O segmento de pets, porém, responde por apenas 15% do mercado veterinário. Quando se olha para os 75% restantes, ou seja, para o mercado de animais de produção, a taxa de crescimento no semestre deixa a desejar, patinando um pouco acima ou pouco abaixo dos 5%, dependendo do setor. Na pecuária, por exemplo, ventos favoráveis só sopraram no mercado de vacina antiaftosa, uma expressão da conscientização cada vez maior dos produtores e do controle do Governo. Mas os demais segmentos, como o de vermífugos e as outras vacinas, têm se mantido em ponto morto. Com o preço da arroba abaixo dos patamares desejados, o produtor até investe nos produtos de tratamento, mas economiza na prevenção. Este contexto carrega efeitos negativos potenciais em várias frentes. Uma é para o próprio produtor. Adiar os cuidados com a parte sanitária, que representa apenas 3% do custo de produção, é apostar no risco, pois essa atitude costuma cobrar seu preço mais adiante.

Quais são os principais objetivos da empresa para os próximos meses e para 2014?

Líder de mercado, detentora de marcas líderes, como o Ivomec, e de produtos alinhados às necessidades dos clientes – entre eles Eprinex, que assegura resíduo zero na carne –, a Merial mantém para 2014 os investimentos na busca de mais produtos e soluções. Mas, ao lado da qualidade dos produtos, aposta no seu posicionamento como um parceiro que está ao lado dos clientes, contribuindo para a rentabilidade dos seus negócios e para o desenvolvimento da pecuária nacional. São esses os elementos-chave da nossa estratégia, reconhecida pelo mercado, como mostra mais este prêmio Destaques A Granja do Ano. Foi com ela que consolidamos nossa posição de liderança e é com ela que seguiremos. Afinal, contribuir para o crescimento sustentável da pecuária nacional é assegurar o nosso próprio crescimento.

Nos últimos anos, o pecuarista brasileiro tem se mostrado mais preocupado com a sanidade do seu rebanho?

O pecuarista tem se mostrado mais preocupado em buscar melhoramento genético e tecnologias que impulsionam a produtividade, além de melhorias na dimensão sanitária. São temas importantes no contexto de um país como o Brasil, que é hoje o maior exportador de carne e tem potencial para ir além, conquistando novas fatias do mercado internacional de maior valor. O requisito básico para isso é qualidade, o que passa pelo correto manejo, pelas questões nutricionais, genéticas e sanitárias.

Como está o andamento do projeto Novas Fronteiras, que tem como objetivo alcançar um maior número de pecuaristas?

Lançado há menos de um ano, o projeto Novas Fronteiras envolveu a contratação de mais 12 profissionais de campo para levar os produtos e serviços da Merial a regiões onde a empresa não atuava, como o Norte e Centro Norte do País. Apesar do pouco tempo, o Novas Fronteiras já trouxe resultados positivos, com mais 120 produtores incorporados ao programa de relacionamento SOMA e mais 1 milhão de cabeças no Personal Vet.

E qual é a abrangência do programa Personal Vet?

itário customizado que vem sendo oferecido aos clientes há mais de dez anos por meio do programa de relacionamento SOMA. A equipe de veterinários e profissionais especializados da Merial faz um diagnóstico detalhado do negócio do cliente, estrutura um programa sanitário individualizado e faz o acompanhamento. Paralelamente, oferece o suporte de serviços técnicos e treinamentos no campo. Hoje, a Merial conta com mais de 8 milhões de bovinos no programa Personal Vet.

Marcelo Bulman é presidente da Merial Brasil