A Granja do Ano – 34 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Implementos Agrícolas

 

Precisão no trabalho com a terra

Equipamentos fabricados pela Stara levam ferramentas modernas e tecnologia de ponta até o homem do campo

A Granja do Ano – Como está a evolução da participação da Stara no mercado de implementos agrícolas nos últimos anos?

Gilson Trennepohl – Nos últimos anos tivemos um crescimento significativo. Estamos consolidando toda nossa linha produtos, a qual é a mais completa produzida por uma indústria de máquinas agrícolas nacional. Em 2006 acreditamos que deveríamos ter uma rede de revendedores exclusiva, concessionárias treinadas e preparadas para introduzir uma nova filosofia de atendimento ao cliente final, primando por segurança em produtos, serviços, peças de reposição e pós-venda e focando em tecnologia embarcada em todas as nossas máquinas. Desde então, fomos colocando esse projeto em prática e hoje o nosso crescimento e evolução são resultado desta estratégia que começou a ser implantada há seis anos.

Quais as novidades que a Stara deve apresentar aos produtores na safra 2012/2013?

Este ano a Stara já realizou alguns lançamentos que estarão disponíveis para esse período, entre eles as carretas agrícolas Reboke Ninja Inox, o distribuidor autopropelido Hércules 3.8 e o Veris PMC, um sistema móvel que permite análises de solo em tempo real. O mais recente lançamento da Stara foi o Sistema DPS, um sistema de Distribuição Precisa de Sementes, que é um dosador pneumático com enorme precisão e eficiência. Além desses lançamentos, o nosso foco está no ciclo da agricultura de precisão, em todas as máquinas agrícolas que a Stara disponibiliza para a prática da agricultura de precisão, as quais são gerenciadas pelo nosso Topper. Além das novidades em produtos, a Stara tem outros importantes focos, como a parceria com o Senar, para qual a empresa disponibiliza simuladores da agricultura de precisão que estão rodando o Brasil, difundindo a prática desta importante ferramenta para os produtores rurais. Também estamos trabalhando fortemente na certificação de nossas concessionárias e estimando que até o final de deste ano 50 revendedores estejam certificados. Na nossa unidade de produção, continuamos com obras de ampliação da capacidade fabril, com destaque para a construção do novo centro administrativo, uma área de 7 mil metros quadrados, e trabalhando na terraplenagem para construção da fábrica de tratores, que terá 30 mil metros quadrados.

A Stara tem atuação de destaque em sistemas voltados à agricultura de precisão. Na sua opinião, qual é a importância dessa ferramenta para a agricultura nacional?

Assim com o plantio direto foi uma revolução na agricultura brasileira, a agricultura de precisão também está sendo. Nos últimos anos, a agricultura de precisão passou a ser uma ferramenta indispensável que tem por finalidade produzir mais com menos. Essa nova era teve data de início, mas não terá fim, porque a agricultura de precisão estará em evolução constante.

Quais são os principais desafios da indústria de máquinas agrícolas no Brasil?

O principal desafio é a competitividade, e ela engloba desde a produção até a qualificação de pessoas. Precisamos ser semelhantes aos norteamericanos e europeus para nos mantermos competitivos, e isso exigirá muito investimento em equipamentos e pessoas. Este é um desafio gigantesco e sempre temos que ser melhores do que fomos ontem, já que o sucesso do passado não garante o sucesso no futuro.

Gilson Trennepohl é diretor-presidente da Stara