A Granja do Ano – 34 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Saúde Animal

 

Sanidade e suporte com personalização

Merial oferece produtos líderes no mercado e trabalha para ficar cada vez mais próxima dos pecuaristas

A Granja do Ano – A sanidade é fator essencial de rentabilidade no rebanho. Como a Merial procura transmitir essa mensagem aos pecuaristas brasileiros?

Marcelo Bulman – A Merial assume um papel muito proativo para contribuir para o desenvolvimento da produção pecuária no Brasil. Há mais de dez anos, por meio de nosso programa de relacionamento 1 a 1, levamos aos produtores um programa sanitário chamado Personal Vet. Para isso, contamos com uma equipe de veterinários e profissionais especializados que atuam como consultores. Eles realizam um detalhado diagnóstico do negócio do cliente, identificam todos os aspectos que são importantes na sua produção e, com base nesses dados, estruturam um programa sanitário individualizado. Aí fazemos o acompanhamento, oferecemos o suporte de serviços técnicos e promovemos treinamentos no campo, com capacitação dos profissionais que atuam nas fazendas e cursos alinhados às novas normas do setor, como a EurepGap. Dessa forma, contribuímos para a disseminação e a incorporação de boas práticas que asseguram a produtividade do rebanho e a qualidade e segurança dos alimentos de origem animal, contemplando o bemestar dos animais e a adequada gestão dos impactos ambientais. Hoje, o Personal Vet abrange 600 pecuaristas e mais de 6 milhões de animais.

Qual a representatividade da pecuária de corte para os negócios da Merial no Brasil? Quais foram os resultados em 2011 e quais as projeções para 2012?

O Brasil tem o maior rebanho produtivo do mundo, com mais de 200 milhões de cabeças, o que faz com que os produtos veterinários direcionados à pecuária de corte e leite representem mais de 50% do mercado veterinário brasileiro. As atividades da Merial no setor de pecuária se alinham a essa realidade, ou seja, representam mais de 50% dos nossos negócios, com produtos e marcas líderes como Ivomec (que está completando 30 anos neste ano) e Topline, as vacinas antiaftosa e a nossa linha de vacinas clostridiais Sintoxan e contra a raiva Alurabiffa, entre outros. Em 2011, a receita da Merial gerada a partir das vendas de vacinas e medicamentos terapêuticos para ruminantes (pecuária de corte e leite) registrou um crescimento 50% superior ao crescimento médio do mercado. Para 2012, a previsão da Merial é manter essa marcha de crescimento num ritmo mais rápido que a média do mercado. Para isso, lançamos o Projeto Novas Fronteiras, um investimento de cerca de 2 milhões de euros destinados ao reforço da nossa equipe de veterinários em campo.

Que novidades os clientes da Merial podem esperar em produtos voltados para a pecuária de corte nos próximos meses?

Numa perspectiva de curto prazo, o principal investimento da Merial em andamento é o Projeto Novas Fronteiras, que tem como objetivo principal levar os nossos produtos, serviços e programas a um número maior de pecuaristas e em áreas onde ainda não atuamos. O que é fundamental é impulsionar o conhecimento sobre como utilizar a farta gama de produtos oferecidos pela indústria veterinária no país. A estratégia de crescimento da Merial está alicerçada nessa busca de uma estreita sintonia com as aspirações do mercado e relação de proximidade, a fim de atender as necessidades do produtor. Essa abordagem ganha uma nova força neste novo momento da Merial, agora integrada ao Grupo Sanofi, que é um dos gigantes globais do setor farmacêutico, com 30,4 bilhões de euros de faturamento (2011). Agora como divisão de saúde animal da Sanofi, a Merial foi definida como uma das plataformas globais de crescimento do grupo. E o Brasil ocupa papel de destaque nessa estratégia, seja pelo porte de seu mercado e potencial de desenvolvimento, seja pelo fato de termos aqui a maior unidade industrial da Merial no mundo fora da França. A nossa unidade de Paulínia/SP é um dos maiores produtores mundiais de vacina antiaftosa e é o pólo produtor do endectocida Ivomec, exportado para mais de 120 países dos cinco continentes.

Marcelo Bulman é presidente da Merial Brasi