A Granja do Ano – 34 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

A Edição

Enquanto esta 27ª edição d’A Granja do Ano era elaborada, o sol ardia inclemente nas lavouras de soja e milho dos Estados Unidos. E, por causa do mau tempo sobre a cabeça dos produtores americanos, naquele mesmo país a Bolsa de Chicago anunciava ao mundo preços históricos para as duas commodities. Esta é a síntese de boa parte do agronegócio mundial – e, por consequência, do brasileiro – no momento em que a safra 2012/13 começava a tomar forma. Ao mesmo tempo, absolutamente todas as previsões e estimativas apontam que o planeta vai demandar mais comida nas décadas vindouras. A consequência destas circunstâncias redunda numa realidade auspiciosa para a quase totalidade dos segmentos agropecuários de importância comercial do Brasil. É o que está descrito, argumentado e justificado em detalhes nesta edição 2012/2013 do tradicional anuário A Granja do Ano. Fazer o raio X da agropecuária brasileira é a missão empreendida desde 1986 por A Granja do Ano. Não deixa de ser um orgulho ter veiculado desde então todos os números extraordinários que o agronegócio brasileiro foi acumulando. Sobretudo o crescimento geométrico a que se submeteu este setor que hoje é o esteio da economia brasileira. Portanto, siga crescendo agronegócio brasileiro, que A Granja do Ano seguirá veiculando estas verdadeiras façanhas. Mais do que isso, a revista em suas mãos publica as entrevistas dos vencedores da mais importante premiação do nosso agronegócio, o Destaques A Granja do Ano 2012, escolhidos espontaneamente pelos leitores d’A Granja. São depoimentos preciosos para entender por que o agronegócio brasileiro tem despertado tamanha atenção do mundo. E o anuário ainda publica a tão necessária relação de empresas e entidades da agropecuária, seus endereços físicos, sites, telefones e emails, um compêndio cuja missão é auxiliar quem vive no campo. Não há exagero: ter à mão este veículo de comunicação é começar a nova safra com mais chances reais de sucesso. Portanto, boa leitura, boa consulta! E um grande ano agrícola 2012/2013!