A Granja do Ano – 34 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Destaque 2011 Pecuária de Corte

Trabalho para difundir a qualidade

Atuação da CFM contribui para o melhoramento genético do rebanho nacional

Nome da empresa: Agro-Pecuária CFM Ltda.
Sede: São José do Rio Preto/SP
Fazendas: São Paulo, Mato Grosso do Sul e Bahia
Rebanho de corte: 60 mil cabeças
Faturamento em 2010: R$ 183 milhões
Estimativa de faturamento para 2011: R$ 161 milhões
Previsão de comercialização de animais em 2011: 18 mil cabeças

A Granja do Ano — A CFM iniciou suas atividades no Brasil em 1908 e acompanhou a evolução da pecuária nacional. Quais foram as principais conquistas do setor, especialmente nas últimas décadas?

David Makin — Sem sombra de dúvidas, a maior conquista do setor foi sua evolução em produtividade e aplicação de tecnologia. Basta comparar os níveis de produção e de uso da terra que fica claro que o produtor aumentou a produtividade a taxas muito elevadas, basicamente sem ter aumento de áreas, e em muitos casos com diminuição da área de pastagens. É claro que para este aumento tivemos que evoluir em diversas linhas, como melhoria de pastagens, nutrição e sanidade dos animais, mas com certeza o melhoramento genético teve papel fundamental nestes ganhos. E na CFM não foi diferente, pois o programa de seleção do Nelore CFM, em conjunto com a melhoria do sistema produtivo, possibilitou que nossa empresa diminuísse a idade de abate para 24 meses, com animais ao redor de 18,5 arrobas, e que nossas fêmeas entrem em reprodução muito mais cedo. Contudo, ainda temos grandes desafios pela frente, a começar pela definição das regras do novo Código Florestal, passando por uma necessidade de maior diálogo com a comunidade em geral.

Quais são as principais estratégias adotadas pela CFM para propagar a qualidade genética dos seus animais?

Entendemos que o melhoramento genético que conseguimos no rebanho da CFM com nosso Programa de Seleção do Nelore CFM, iniciado em 1980, foi o pilar que possibilitou o incremento de nossa produtividade. E, como produzimos mais que a nossa necessidade, disponibilizamos ao mercado a mesma genética que utilizamos. Tudo isso é fruto de muito esforço. Fomos o primeiro projeto de melhoramento do Nelore a ser aprovado pelo Ministério da Agricultura e a receber o CEIP – Certificado Especial de Identificação e Produção. O “sistema de produção e avaliação da CFM” é reconhecido e seguido como exemplo. Prova disso é a escolha da CFM, pela 14ª vez consecutiva, com o prêmio Destaque Pecuária de Corte A Granja do Ano, o que para nós é motivo de muito orgulho, mas também de muita responsabilidade. Sabemos que o Brasil é um país extenso, com pecuaristas de diversos tamanhos, e que todos precisam investir em genética. Por isso, além da qualidade dos animais, oferecemos facilidades para que nossos clientes possam fazer suas compras de forma mais tranquila e eficiente. Somos pioneiros na forma de comercialização em grandes volumes como no Megaleilão CFM, onde ofertamos ao mercado mais de mil touros em dois dias. E também podemos oferecer condições comerciais diferenciadas, como frete rodoviário, isenção de custo de compra conforme a quantidade de touros, descontos progressivos nos leilões, entre outros.

Quais são os principais planos e objetivos da empresa para os próximos meses?

Para o segundo semestre de 2011, continuamos focados nos investimentos pecuários nas fazendas do Mato Grosso do Sul e Bahia, que se encontram em fase final de absorção do rebanho de cria oriundo das fazendas de São Paulo. Estes investimentos visam a maior intensificação e capacidade de suporte das fazendas, desde a formação de pastagens, reformas, adubações e instalações novas. Nas fazendas de São Paulo, os esforços estão a todo vapor no acompanhamento da colheita da safra de cana-de-açúcar, na diminuição do impacto do clima atípico do início do ano que afetou a estimativa de safra da região e no atendimento dos clientes de touros na loja na Fazenda São Francisco.

David Makin é presidente da Agro- Pecuária CFM