O tamanho da produtividade pode ser definido pelos micronutrientes

O crescimento e desenvolvimento das plantas assim como sua resistência a estresses bióticos e abióticos dependem da fundamental disponibilidade de micronutrientes. E, desta forma, a produtividade será consequência dos teores no solo e à disposição de cobalto, cobre, ferro, manganês, ferro, molibdênio, níquel, zinco, boro, cilício e cloro, esclarece artigo veiculado pela edição de maio d’A Granja, texto elaborado pelos especialistas Godofredo Cesar Vitti, doutor em Solos e Nutrição de Plantas, professor sênior do Departamento de Ciência do Solo da Esalq/USP, e Eduardo Zavaschi, doutor em Solos e Nutrição de Plantas, consultor agronômico da Vittagro.

“Para o adequado manejo nutricional das culturas é necessário o fornecimento dos nutrientes na quantidade, época e forma adequada para a cultura. Desta maneira é necessário conhecer a demanda das plantas, a quantidade disponível no solo e essa diferença ser fornecida pela fertilização. Para se conhecer a demanda de micronutrientes foram realizados estudos de extração e exportação. E para saber a capacidade do solo em fornecer nutrientes, é necessário avaliar a fertilidade do solo, utilizando-se principalmente do histórico da área, diagnose visual e foliar e análise de solo”, destacam em parte do texto, um verdadeiro guia sobre a importância e a aplicação de micronutrientes.

Clique aqui e acesse a matéria completa.

Data: 10/05/2018
Fonte: A Granja

Últimas notícias