Três gerações de produtores unidas pela melhor produção

A edição de março d’A Granja relata a história da família proprietária do Grupo Água Tirada, de Maracaju/MS, unida há três gerações para produzir sempre mais e melhor. A começar por Arthêmio Olegário de Souza, 80 anos neste mês de abril, pecuarista há 55 anos, passando pelos filhos José Adolfo de Lima Souza e Arthêmio Junior, até a neta Gabrielle, que juntos hoje conduzem uma lavoura de 8 mil hectares entre soja, cana, milho e aveia, além de pecuária, trabalho tão bem executado que recebeu o prêmio Soja Plus visto os indicadores socioambientais do programa de gestão Soja Plus, coordenado por Aprosoja e Abiove.

Na entrevista veiculada na seção O Segredo de Quem Faz, José Adolfo de Lima Souza conta como é conduzido todo o processo produtivo na Água Tirada, sobretudo as vantagens da integração lavoura-pecuária. “Sempre falamos que a soma de agricultura com pecuária, ou seja, 1 + 1 é igual a 3. Na pecuária, o benefício é evidente. Antigamente, no inverno, tínhamos que resgatar vacas em brejo, enquanto agora no inverno vemos o gado mais gordo. Os animais ficam gordos o ano todo, porque o capim é de excelente qualidade. Na agricultura, se você trabalha por muito tempo numa área uma mesma cultura, começam a aparecer os problemas com doenças, a fertilidade nivela e o solo deixa de ser vivo e passa a ficar estático. Quando são introduzidas outras atividades no sistema, os benefícios são inúmeros, e isso já é revelado por resultados de pesquisas, não é apenas a minha opinião”, descreve José Adolfo, na foto à esquerda, ao lado da filha Gabrielle, junto ao pai (de camisa clara) e ao irmão, Arthêmio Junior (à direita).

Clique aqui e acesse a matéria completa.

Data: 08/03/2018
Fonte: A Granja

Últimas notícias