Dia do Engenheiro Agrônomo. O Brasil parabeniza e agradece a estes profissionais

“Com os resultados observados na agricultura brasileira podemos ter a certeza em afirmar que o engenheiro agrônomo tem tido grande parte de participação para que estes números estejam sendo alcançados”. Assim Décio Karam, Ph.D, pesquisador de Manejo de Plantas Daninhas da Embrapa Milho e Sorgo e integrante do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS), descreve a importância do engenheiro agrônomo na evolução e dimensão do profissional em artigo veiculado na edição de outubro d’A Granja, mês em que se comemora o Dia do Engenheiro Agrônomo, no dia 12.

O artigo descreve o início e evolução da profissão no mundo e no Brasil. “A primeira escola de agronomia (Moglin) foi criada em 1802, na Alemanha, por Albrecht Daniel Thaer, considerado um dos fundadores da agronomia. A segunda escola de agronomia foi fundada por Samuel Tessedik na cidade de Georgikon, na Hungria”, conta. “No Brasil, a primeira escola de agronomia foi criada em São Bento das Lajes, na Bahia, no ano de 1875. E a segunda escola brasileira de agronomia foi criada em Pelotas/RS, em 1883, atualmente integrada a Universidade Federal de Pelotas”.

O imperdível artigo é a homenagem da família A Granja aos nossos engenheiros agrônomos, profissionais de importância inestimável não apenas à agricultura brasileira, mas a todo o Brasil. Parabéns por este 12 de outubro.

Clique aqui e acesse a matéria completa.

Data: 11/10/2017
Fonte: A Granja

Últimas notícias