Nascido para diversificar: o empreendedorismo de Edison Minohara em Ibiá/MG

Café, soja, milho, arroz, pecuária de leite, pecuária de corte, eucalipto, seringueira e até abacate. E em breve hortifrutigranjeiros como o tomate rasteiro, Estas são as atividades empreendidas por Edison Minohara, 71 anos, o entrevistado em O Segredo de Quem Faz da edição de agosto d'A Granja. O produtor mineiro de Ibiá conta como é administrar tantas atividades diferentes na sua fazenda de 5.050 hectares. E dá dicas sobre o que, como e quando investir na diversificação.

“Eu acho que a agricultura é um gráfico de altos e baixos. Nada permanece nas alturas e nada permanece em baixo. E na diversificação você faz o equilíbrio. Quando uma lavoura está ruim a outra está melhor. Então, dá para equilibrar bem. Os riscos são menores”, justifica. "A pior hora para entrar numa atividade é quando ela está no pico de preço. É o maior risco. Geralmente entrar quando estiver com preço mais baixo ou médio, que no outro ano ela recupera. E dentro da sua região analisar o que vai bem, o que produz bem. Eu estou numa região, por exemplo, em que as produtividades do milho e da soja são altas, e o café é de boa qualidade. Aliás, um dos fatores importantes, que é uma tendência, é a qualidade da sua produção, uma tendência que ninguém vai escapar. Quem não tiver qualidade não terá mercado".

Data: 03/08/2017
Fonte: A Granja

Últimas notícias