Porto Rico: mais do que belas praias

Destino de turistas do mundo todo, a ilha de Porto Rico, no mar do Caribe, tem uma importância para a agricultura mundial que poucos conhecem. No pequeno território com 3,5 milhões de habitantes, grandes empresas de biotecnologia realizam experimentos de melhoramento e seleção de variedades que dão origem a sementes de grandes culturas. A estimativa é de que pelo menos 85% de cultivos como soja, milho, algodão, sorgo e girassol em algum momento tenham passado por programas de melhoramento genético realizados por lá. Em casos como o milho, esses valores são ainda maiores. O pesquisador José Carlos Verle Rodrigues, professor da Universidade de Porto Rico, conta que a ilha oferece condições favoráveis a esses estudos. Ele cita algumas das vantagens que atraem as multinacionais: o clima ameno que permite avançar em até três vezes o tempo de geração de uma variedade; o sistema regulatório e padrões de qualidade norte-americanos das agências federais, como o USDA; a infraestrutura e logística apropriada; a disponibilidade de mão de obra altamente qualificada; a diversidade de solos férteis; e a disponibilidade de irrigação. A ilha é sede de experimentos de empresas como AgReliant Genetics, Bayer CropScience, Dow AgroSciences, DuPont-Pioneer, Illinois Crop Improvement Association, Monsanto e Syngenta.

Data: 14/07/2017
Fonte: A Granja

Últimas notícias