Notícias da Argentina

OBSTÁCULOS ÀS EXPORTAÇÕES

Notícias

Um recente informe do Centro de Economia Internacional (CEI) com dados sobre as barreiras às exportações explica a razão pela qual o Governo almeja tanto firmar novos acordos comerciais com boa parte do mundo. Segundo o boletim oficial, 48% da produção nacional com potencial exportável não consegue chegar aos seus destinos devido às barreiras de diversos países. As informações coletadas indicam que as exportações argentinas são afetadas por 463 medidas impostas por 65 nações. Do total dos bloqueios ao comércio, quase uma quinta parte é proveniente da União Europeia. Devido a entraves dessa natureza, 45% das empresas exportadoras argentinas têm algum bem ou serviço impedido de ingressar em outros mercados. No caso da União Europeia, os dados são preocupantes, já que, em 2017, esse mercado representou o segundo destino das exportações argentinas. Os setores mais afetados são, justamente, aqueles com o maior potencial exportador.


TRIGO

A produção na safra 2018/19 poderá representar um recorde histórico de 21 milhões de toneladas do cereal. A boa colheita e as condições favoráveis do clima e dos preços deverão fazer com que a demanda de fertilizantes para a cultura seja a maior da história. Até o mês passado, segundo a Câmara da Indústria Argentina de Fertilizantes e Agroquímicos, o incremento nas vendas destinadas ao trigo era de 15% em comparação com o ano passado

MILHO

Segundo projeção do Ministério de Agroindústria, o plantio de milho na safra 2018/19 poderá alcançar os 9,35 milhões de hectares, área que, se for confirmada, será superior aos 9,1 milhões de hectares do ciclo anterior. Os representantes das empresas de sementes indicam que o processo de venda para o cereal transcorre norm...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!