Herbert & Marie Bartz

SOBRE OS DEFENSIVOS AGRÍCOLAS

Herbert

Neste mês, Herbert Bartz nos contará algumas situações que ele vivenciou e presenciou publicamente que nos mostram que a problemática com o uso de defensivos agrícolas vem se arrastando de longa data: “Nesses quase 46 anos de sistema plantio direto (SPD) no Brasil, houve discussões acalorados em torno do uso de defensivos agrícolas em geral, mas, em especial, o glifosato. Poucas vezes na história da agricultura houve uma quebra de paradigmas tão radical como quando aconteceu o surgimento do plantio direto e sua adoção em massa, substituindo o sistema convencional de manejo do solo. Houve três episódios: um estadual, apesar de ser em um evento latino-americano; outro nacional, e o terceiro, de alcance internacional.

O episódio I aconteceu no IV Encontro Latino Americano de Plantio Direto na Pequena Propriedade, realizado em Erechim/RS, no ano 2000. No evento, estiveram presentes o governador do RS e seu secretário da Agricultura na época, e ainda um representante de Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (Febrapdp) – no caso, eu, como presidente da entidade na época. Logo na abertura do evento, o govenador fez uma longa fala manifestando sua profunda tristeza ao ir de avião, de Porto Alegre para Erechim, e ter visto muitas áreas agrícolas – que, semanas antes, estavam verdes – de cor dourada e marrom, consequência da aplicação do “veneno” glifosato. O auditório, com quase 1,8 mil agricultores, ficou em silêncio. Logo em seguida, me foi dada a palavra, e, representando a Febrapdp, tive a tarefa de agradecer e elogiar a fala do governador. Eu lhe agradeci estendendo minha mão para cumprimentá-lo – uma vez que ele estava sentado ao meu lado – pelo fato de ele nunca, na vida, ter sido obrigado a pegar em um cabo de enxada. ...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!