Agricultura 4.0

O REINADO DOS NEMATOIDES ESTÁ ACABANDO

Agricultura

Carlos Otoboni

No final de junho, participei novamente do Congresso Brasileiro de Nematologia, na sua 35ª edição, na cidade de Bento Gonçalves/RS. Então, gostaria de relatar, nesta edição, os principais avanços científicos na área apresentados nas plenárias e nos trabalhos científicos dos pesquisadores em nematologia agrícola do País.

A princípio, e justificando o título da coluna, discorrerei sobre os avanços no controle biológico de nematoides, lembrando que esse tema foi abordado na coluna da edição anterior de forma mais abrangente na fitossanidade. O título se refere ao fato de que, nas áreas cultivadas, os nematoides encontram as condições para aumentar muito suas populações, devido à grande disponibilidade de alimento (a planta cultivada que é sua hospedeira) e à falta de inimigos naturais no solo, em decorrência dos manejos agrícolas nas áreas plantadas. O reinado dos nematoides nos solos agrícolas está acabando, pois, hoje, é possível fazer a aplicação de produtos biológicos, povoando o solo com micro-organismos antagônicos aos nematoides e que os utilizam como alimento.

Sem dúvida, o controle biológico de nematoides é uma realidade atualmente, com vários produtos registrados no Brasil para os principais nematoides que afetam as nossas culturas, e muitas novidades devem vir em breve. Em consulta ao sistema Agrofit, do Ministério da Agricultura, é possível encontrar 17 produtos nematicidas biológicos registrados.

Dos 208 trabalhos científicos aceitos para a publicação no congresso, 48 foram na área de controle biológico, ou seja, 23% dos trabalhos. Este número é bastante significante e reflete a importância atual do setor na nematologia agrícola, uma vez que, num passado recente, ...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!