Plantio Direto

Importância da COBERTURA morta para a qualidade do solo

Engenheiro agrônomo Daniel Nunes da Silva Júnior, mestrando do Programa de Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas (UFV), danielnunesagr@gmail.com

O solo é o ambiente no qual as raízes das plantas crescem e se desenvolvem, sendo, portanto, o meio onde as plantas devem encontrar recursos fundamentais para o seu crescimento, como água e nutrientes. Por isso, o solo é o principal componente do sistema de produção agropecuária e, assim sendo, o seu “funcionamento” interfere diretamente sobre a produção agrícola. Nesse sentido, a busca por técnicas de uso e manejo do solo que promovam melhorias em sua qualidade são fundamentais para promover sustentabilidade da produção agrícola, principalmente nas regiões do Cerrado brasileiro, onde os solos são caracteristicamente pobres em nutrientes e apresentam problemas relacionados a acidez. Além disso, frequentemente, o mau uso causa a degradação do solo e a perda da qualidade ambiental.

Plantio

Amostragem de solo de uma das áreas de plantio florestal com a espécie acácia, para análise dos teores de carbono orgânico do solo e monitoramento de pH do solo e dos teores de P, Ca, Mg e K

O sistema plantio direto (SPD) é uma técnica de cultivo amplamente utilizada no Brasil e em outros países de clima tropical e subtropical. Atualmente, no País são cerca de 32 milhões de hectares cultivados em SPD. Essa técnica, baseada no revolvimento mínimo do solo e na rotação de culturas, na manutenção permanente da cobertura morta sobre a superfície e no controle mecânico do escoamento superficial da água, confere proteção ao solo e promove melhorias à sua qualidade física, química e biológica. O plantio direto se destaca como uma técnica que potencialmen...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!