Mecanização

Equações para saber a CAPACIDADE das máquinas

Mecanização

Este artigo aborda a capacidade de campo ou como se relaciona o conjunto máquina e implemento nas operações cotidianas da lavoura. Ao entender os conceitos básicos sobre capacidade e eficiência operacional do conjunto, por vezes apenas um ajuste pode evitar a aquisição de uma nova máquina ou equipamento

Marcelo Silveira de Farias, Alfran Tellechea Martini, Giácomo Müller Negri e Leonardo Casali, da Universidade Federal de Santa Maria/RS

Com janelas de trabalho cada vez mais curtas, são buscados métodos para que seja possível realizar todas as operações agrícolas, desde a implantação até a colheita de determinada cultura, na melhor época possível. Nessa tentativa, muitas vezes, o produtor acaba adquirindo máquinas e equipamentos maiores, sendo que os já existentes na propriedade seriam capazes de suprir suas reais necessidades. Sendo assim, na maioria dos casos, apenas um ajuste ou planejamento de como John Deere trabalhar com essas máquinas já atenderia à sua demanda e, até mesmo, reduziria os custos de produção, podendo aumentar sua lucratividade. Para isso, faz-se necessário entender alguns conceitos básicos sobre capacidade e eficiência operacional.

De acordo com o professor Luiz Geraldo Mialhe, a capacidade de trabalho (CT) das máquinas e dos implementos envolvidos nas operações agrícolas mecanizadas é a quantidade de trabalho que um conjunto mecanizado (trator e implemento) é capaz de executar por unidade de tempo (equação 1). Com isso, é possível mensurar quantos conjuntos mecanizados serão necessários para realizar uma atividade em determinado intervalo de tempo, por exemplo.

Seguindo esse princípio, mas menos usual, é possível quantificar outras capaci...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!