Gestão

Horizontes para a agropecuária da próxima GERAÇÃO

Gestão

Estima-se que 40% dos produtores vão desistir da atividade nos próximos 10 a 15 anos. Portanto, é preciso convencer o filho de que é justamente com o negócio rural que ele poderá ganhar dinheiro, tornar-se o sonhado “empreendedor”, além de ser o ambiente para praticar uma vida saudável e onde poderá aplicar tantas tecnologias já disponíveis

Francisco Vila, consultor internacional

Até 2030, 48% dos empregos americanos devem desaparecer. Conforme as estimativas da Embrapa, no mesmo período, 40% dos 5 milhões de produtores rurais brasileiros abandonarão o campo. Por outro lado, nos Estados Unidos, o crescimento de novas atividades econômicas deve ultrapassar a destruição de empregos tradicionais pelos robôs, seja na indústria, seja na produção rural. E, no Brasil, podemos prever para os próximos 15 anos o aumento de 20% a 30% da produção de grãos, carnes e hortaliças, não obstante a diminuição do número de produtores e a redução de áreas de pasto.

Estamos na era de “fazer mais com menos, de forma melhor e em menos tempo”. E, para concluir a reflexão inicial, segue a citação de uma frase emblemática de Thomas Friedman, autor do best-seller sobre a globalização O mundo é plano: “Perguntar a um adolescente o que ele quer ser quando crescer não faz mais sentido. Quando o cidadão crescer, a profissão escolhida não existirá mais”. De certa forma, isso vale para atividades repetitivas ou padronizáveis, tanto de funções manuais, como de profissionais liberais como advogados, engenheiros e até médicos anestesistas. O que fazer então?

— A onda do consumismo desenfreado, pelo menos nas sociedades ocidentais, parece entrar em uma curva declinante. As pessoas querem comer menos, mas alimentos ...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!