Internet

Campo melhor conectado via SATÉLITE

Internet

O serviço de banda larga de Internet via satélite a partir de uma nova faixa de frequência, a banda Ka, leva conexão de alta qualidade a lugares remotos e transmite mais dados por segundo. O sinal chega do céu, sem rede física – e sem interferência

Luiz Otávio Vasconcelos Prates, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Telecomunicações por Satélite (Abrasat) e do Sindicato Nacional das Empresas de Telecomunicações por Satélite (Sindisat)

O agronegócio é o principal impulsionador da economia brasileira. Neste ano, a participação do setor no PIB nacional deverá ser de 23%, gerando mais de 93 mil vagas de emprego. Mesmo sendo essencial e apresentando números tão robustos, o agronegócio vinha sofrendo com a baixa qualidade de serviços de conexão à Internet banda larga. Quer dizer, sofria. Nos últimos anos, chegou ao Brasil a Internet banda larga via satélite, um serviço que está revolucionando a maneira como o agronegócio conduz seus processos e se integra à economia mundial. A partir de 2016, novas operações em escala nacional começaram a ser disponibilizadas aos consumidores brasileiros.

Essas novas operações via satélite se beneficiaram da evolução dessa tecnologia espacial, com plataformas mais potentes e mais eficientes, transmitindo mais dados por segundo e com o uso de uma nova faixa de frequência, a banda Ka (conhecidos como HTS - High Throughput Satellite). O serviço de banda larga via satélite tem ajudado a levar conexão de alta qualidade para grande parte do Brasil porque utiliza o satélite como plataforma de transferência de dados direto para residências e empresas. Não há a necessidade de instalação de rede física (como fios e cabos) tanto em cidades quanto e...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!