Na Hora H

A AGRICULTURA TROPICAL DO BRASIL TEM MAIOR OPORTUNIDADE DE AUMENTAR A PRODUÇÃO

Na

ALYSSON PAOLINELLI

O aumento da riqueza nos países populosos como Índia, China e os da África, em níveis acima de 6% ao ano, passou a caracterizar um mercado futuro de alimentos em largo crescimento. Já temos comprovada a tese de que, a cada 20% de aumento na renda de uma família, no mínimo, dobra o seu consumo de proteínas nobres. Estamos falando de três regiões do globo que somam uma população de 4 bilhões de pessoas, mais da metade da atual população da Terra. Essa demanda precisa ser satisfeita, pois a quadrimilenar agricultura desenvolvida nos climas temperados praticamente esgotou a sua capacidade de expansão de área. Temos de respeitá-la, pois essa agricultura é inteligente e capaz de investir em inovações que aumentam a cada dia a sua produtividade.

Porém, seriam esses agricultores capazes de aumentar a sua produtividade para dobrar a oferta de alimentos ao novo mundo, que cresce em quantidade de pessoas (em 2050, teremos praticamente 10 bilhões de habitantes) e, o que é mais surpreendente, com renda familiar muito evoluída? Não há outra alternativa: temos de buscar nas regiões tropicais depois que o Brasil, pelos seus cientistas, pesquisadores e extensionistas, conseguiu desenvolver as novas bases de uma agricultura tropical altamente competitiva e firmemente sustentável. É imprescindível a valorização desse grande feito, e não podemos nunca abandonar as nossas instituições de pesquisas para que elas deem prosseguimento a essa grande descoberta.

Essa agricultura tropical tem parâmetros completamente diferentes da tradicional agricultura temperada que evoluiu e chegou perto dos seus limites de capacidade produtiva. É a vez, portanto, para que homens q...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!