Vitrine

IRRIGAÇÃO: A GESTÃO É A VERDADEIRA SALVAÇÃO DA LAVOURA

Vitrine

Uma ótima definição para a expressão “o sonho virou pesadelo” é o produtor acionar o pivô achando que a estrutura vai salvar a lavoura da falta de chuva mas, na verdade, além de a água despejada não ajudar em muito na melhoria da produtividade (até prejudicar), ainda vai amargar o prejuízo pelo gasto de água e de energia elétrica. A gestão da irrigação, o seu planejamento adequado, é o que realmente vai propiciar o – sonhado – retorno dessa ferramenta tão importante na prática da agricultura. Por isso, a gestão da irrigação é o assunto da nossa reportagem de capa. Afinal, como nos disse um dos entrevistados, o professor Everardo Chartuni Mantovani, “trabalhamos com equipamentos de última geração, mas se o produtor não souber o momento certo de realizar a operação ou o número de voltas que o pivô deverá dar, tudo cai por terra. Água fornecida em excesso, além do maior custo com a energia, pode ocasionar perdas de nutrientes e ocorrência de doenças, enquanto água de menos pode prejudicar a produtividade”. Então, antes de acionar o pivô da sua lavoura, leia a nossa reportagem.

Também não deixe de ler as demais abordagens dessa edição. Todas fundamentais para fazer uma agricultura de ponta, eficiente e rentável. Sobretudo quando o assunto é produzir melhor lá no coração da lavoura. Como um texto que aborda o uso da geoestatística na prática da agricultura de precisão. Ou outro que enfatiza, em detalhes, a importância – gigantesca – dos micronutrientes na produção das principais culturas. Ou seja, sem providenciar boro, magnésio, zinco, cobre e os demais da família, não espere bons rendimentos – mesmo jogando toneladas de NPK.

Também relatamos o que aconteceu em duas grandes feiras do Centro- Oeste: a Tecnoshow Comigo, na pujante Rio Verde/GO, evento que bateu todos os seus recordes, e a cada vez mais importante para o Mato Grosso Farm Show, já na quarta edição, na igualmente exuberante Primavera do Leste. Goiás e Mato Grosso têm as feiras agrícolas que merecem.

E tem mais, muito mais. Boa leitura!