Agribusiness

CAFÉ

Agribusiness

Lessandro Carvalho - [email protected]

SAFRAS ESTIMA COMERCIALIZAÇÃO 2017/18 EM 78%

A comercialização da safra de café do Brasil 2017/18 (julho/junho) chegou a 78% até 20 de fevereiro, dado faz parte de levantamento de Safras & Mercado, e no mês a comercialização representou avanço de sete pontos percentuais. As vendas estão atrasadas em relação ao ano passado, quando 81% da safra 2016/17 estava comercializada até então. Porém, a comercialização está à frente da média dos últimos cinco anos, que é de 76% para esta época. Com isso, já foram comercializadas 39,22 milhões de sacas de 60 quilos, tomando-se por base a estimativa de Safras & Mercado, de uma safra 2017/18 de 50,45 milhões de sacas.

Segundo o consultor de Safras & Mercado Gil Barabach, a comercialização andou mais rápida ao longo de janeiro e nesse início de fevereiro. É verdade que os baixos preços continuam segurando o interesse de venda. “No entanto, a necessidade de caixa acabou trazendo o produtor de volta ao mercado. É que muitos vendedores deixaram de negociar em dezembro, por causa do preço baixo, e agora retornam ao mercado, aproveitando eventuais repiques no dólar ou na Bolsa de Nova York, ou mesmo pela maior necessidade de fazer dinheiro”, indica.

Barabach diz ainda que as notícias de safra recorde no Brasil e o cenário de preço mais fraco também acabou influenciando a decisão do produtor em elevar a oferta no mercado. No caso do arábica, o produtor vendeu 76% da safra, um percentual bem abaixo de igual período do ano passado (81%), mas apenas levemente abaixo da média para o período do ano (75%). O produtor de arábica continua preferindo a venda da bebida mais fraca, apostando em uma melhora mais signif...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!