Notícias da Argentina

O PESO DAS EXPORTAÇÕES DO CAMPO

Notícias

Dois de cada três dólares que entram na Argentina correspondem ao campo. Os economistas Julio Calzada e Federico Di Yenno informam que em 2017 o país exportou US$ 58,4 bilhões, sendo que 64% correspondem a produtos primários e manufaturas de origem agropecuária. No entanto, entre 2011 e 2017, o total das exportações argentinas caiu mais de 30%. Nesse período, as vendas externas passaram de um recorde de US$ 84,2 bilhões a US$ 58,4 bilhões no ano passado. Para 2018, havia a estimativa de que as exportações poderiam ter crescimento próximo de 5%, mas os analistas temem o impacto da estiagem sobre as zonas produtivas. A situação climática antecipa uma redução da produção de milho e de oleaginosas (soja e girassol), o que poderá repercutir sobre a venda externa de grãos. Assim, o cenário mais provável é de que as exportações terminem 2018 em níveis similares aos de 2017.


TRIGO

O trigo argentino continua com bom desempenho no comércio exterior. Durante janeiro, o volume embarcado chegou a 2,1 milhões de toneladas, um crescimento de 25% sobre dezembro e de 6% sobre janeiro de 2017. Também houve diversificação dos mercados. O Brasil continua como principal comprador, com 28% de participação, mas houve vendas para países como Argélia, Indonésia e Tailândia.

SOJA

Embora os principais mercados internacionais de biodiesel estejam complicados para a Argentina (barreiras elevadas nos EUA e dúvidas na Europa), a província de Buenos Aires pretende aumentar a produção e comercialização do biocombustível. O negócio poderia gerar 500 empregos diretos e 2,3 mil indiretos em pequenas e médias localidades.

LEITE

Um tambo de 1,3 mil vacas do Grupo Chiavassa, na província de...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!