Fundação MT

Um quarto de século MELHORANDO o Mato Grosso

A Fundação MT chega em 2018 a 25 anos de pesquisas, e um dos novos objetivos é disseminar melhor seus valiosos conteúdos junto aos estudantes de cursos agrícolas. E a entidade promoveu em fevereiro o tradicional Fundação MT em Campo, evento para produtores, estudantes e jornalistas em que são expostos os mais recentes resultados das pesquisas

Leandro Mariani Mittmann*
[email protected]

Uma aproximação maior com alunos de cursos agrícolas, sejam de ensino superior ou médio, é uma das metas da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, a Fundação MT, a partir de 2018, quando a entidade de pesquisa completa 25 anos de existência. A instituição anunciou e já colocou em prática tal objetivo em fevereiro, ao promover, em Nova Mutum e Rondonópolis, o Fundação MT em Campo, dois dias de campo em que recebeu, produtores e, neste ano, com atenção a estudantes, além da imprensa especializada. Os visitantes foram conhecer in loco algumas das conclusões da equipe de duas dezenas de pesquisadores da entidade nas mais diversas áreas técnicas e tecnológicas. “O diferencial da Fundação MT é ter um grande conteúdo de informações”, destacou o presidente da instituição, Francisco Soares Neto. “Além de pesquisar, vamos distribuir (os conhecimentos) para as escolas”, anunciou.

Fundação

Soares Neto avalia que o ensino médio, que forma técnicos agrícolas, é o “mais defasado” em relação às realidades do campo, e assim o que mais se beneficiará da aproximação com a equipe técnica da fundação. Por isso, além das visitas dos estudantes aos dias de campo, serão promovidas outras ações com os colégios agrícolas das regiões onde a Fundação MT está inserida, como a promoção nas escolas d...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!